quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

As Grandes Escolhas do Benfica (VIII)

Uma Visão Geral.

Após esta série de textos sobre as Grandes Opções com que o Glorioso, que somos Nós, TODOS, UM, foi confrontado nos últimos anos e que foram o objecto das decisões da Direcção, ainda antes de tentar retirar as minhas conclusões quanto ao percurso feito e à sua validade, parece-me que subsiste uma questão de princípio que não pode deixar de ser discutida, sob pena de “excluirmos” deste debate muitos Companheiros que sempre defenderam uma outra estratégia: discutamo-la, então …

A “Guerra ao POLVO” – já vem atrasada, ou ainda não chegou a hora?

Que ninguém se iluda e ainda que eu use as aspas quando escrevo a palavra “Guerra”, estou, de facto e como pedem muitos de Nós e há vários anos, a falar de um combate sistemático e em todas as frentes possíveis contra todos os “braços” que formam essa coisa que subverteu o Desporto em Portugal e que Nos tem como alvo: com o próprio crac e o olibeiredo à cabeça, sim, mas não esquecendo a Liga, a FPF (e algumas outras Federações), a amestrada da mérdia e, até, boa parte do aparelho político e judicial, forçando uma reformulação radical quer nos Regulamentos (Disciplina e não só), quer, obviamente, na apintagem.
Mesmo sem querer sair do horizonte que estamos a discutir, é impossível não recordar que foi com essa agenda que elegemos JVA, acreditando que, com as suas inegáveis capacidades de mobilização e negociação, com os apoios da SIC (e do Expresso), o Benfica conseguiria afrontar o crac e o olibeiredo, para começo da “coisa”.
Tal como, já bem dentro do nosso horizonte temporal, houve muitos de Nós que confundimos o papel determinante que o Presidente teve como “disparador” dos processos Apito Dourado e Apito Final, bem como na tentativa de fazer com que a UEFA retirasse consequências deste último e eu espero que não subsistam dúvidas de que, sem a intervenção directa e duradoura do Presidente do Benfica (e a ajuda do então Presidente do SCP), nunca esses processos teriam visto a luz do dia, confundimos, dizia, com o início do tal confronto “final”.

Há muitos de Nós, entre os quais alguns Enormes Benfiquistas, que só lamentam que o Clube (e o Presidente, claro) não tenha feito uma aposta ainda maior nesses combates, talvez somando-lhe uma rescisão com a sporcotb e, pelo menos, usando de mais “malandrice”. Muitos outros preferem que o Clube se continue a fortalecer e que venha a lançar-se nessa “Guerra” quando se vier a verificar o fim do contrato com o olibeiredo e ainda há outros que definem outras etapas (como os 300 mil Sócios, por exemplo) como “tiro de partida”.
Ou seja, as questões permanecem vivas: (1) sim, ou não, uma estratégia de confronto aberto e generalizado contra o POLVO será necessária para a sua erradicação e, em caso afirmativo, (2) quando é que essa estratégia deverá ser colocada no terreno de forma declarada?

Como derradeiro contributo para a discussão, quero recordar-vos que, especialmente nas fases em que o crac mais acossado esteve, o principal “argumento” do POLVO sempre foi um só: “porque não conseguem vencer em campo …”.
Isto é tão, ou mais, importante, quanto todos estaremos de acordo que, a um POLVO (pelo menos) aparentemente mais forte (com mais guita da sporcotb, com a mérdia mais dominada que nunca e, principalmente, com um controlo absoluto sobre Liga e FPF, “Disciplina” e apintagem incluídas), corresponde um Benfica muitíssimo mais forte, sob todos os pontos de vista (capacidade financeira, o seu próprio grupo de média, 220 mil Sócios, etc.), incluindo … muitas, muitas Vitórias em quase todos os campos.
E, numa tentativa quase “desesperada” para provocar as vossas opiniões e comentários, termino deixando-vos mais duas perguntas: (3) será que “A Onda” que concretizámos na época anterior pode ser “parte da Guerra” e (4) como interpretam, neste quadro, o apoio que (não) demos ao apelo ao boicote aos desafios fora da Catedral?

Quanto à minha opinião pessoal e às minhas respostas a estas questões, deixo-as para a caixa de comentários.

Viva o Benfica!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...