sábado, 1 de outubro de 2011

LIGA ZON SAGRES - 7.ª JORNADA

BENFICA 4 * 1 P. FERREIRA
.
Local: Estádio da Luz - Lisboa
Árbitro: Bruno Esteves - A.F.Setúbal
Árbitros Assistentes: Mário Dionísio e Rui Cidade

Transmissão: TVI e Sporttv 4 HD

Espectadores presentes: Cerca de 33 000.

Equipas:

BENFICA:
Artur; Maxi, Luisão, Garay e Emerson; Matic; Gaitán, Aimar e Bruno César; Cardozo e Saviola
Suplentes: Eduardo, Jardel, Witsel, Ruben Amorim, Rodrigo, Rodrigo Mora e Nolito

Marcaram: Saviola 21m; 43m; Luisão 65m; Nolito 67m

P. FERREIRA:
Cássio; Diogo Figueiras, Eridson, Cohene e Luisinho; Josué, Filipe Anunciação e Vítor Emanuel; Melgarejo, William e Luiz Carlos
Suplentes: António Filipe, Bacar, Michel, Caetano, Sassá, Michel Lugo e João Paulo
Marcou: Michel 52m

Duas alterações na equipa do Benfica em relação ao jogo na Roménia:
- Matic rende Javi Garcia, que não se encontra fisicamente nas melhores condições.
- Pablo Aimar entra para titular, ficando Witsel - com excesso de jogos - no banco de suplentes.

Uma 1.ª parte jogada devagar, devagar, devagarinho. O Benfica a jogar no conhecimento - tantas vezes perigoso - de saber ser superior no colectivo e individual, ao Paços de Ferreira, perdeu 2 ou 3 oportunidades de marcar, logo no inicio do jogo, mais propriamente até cerca dos 15 minutos.
A partir daí, embora controlando completamente o jogo, não criou assim nenhuma oportunidade daquelas chamadas flagrantes, até porque, o Paços de Ferreira, colocou os 11 jogadores a defender junto à sua baliza, formando dessa forma uma muralha de pernas, em que a bola embatia, quase se podendo dizer em carambolas.
Saviola tantas vezes criticado está hoje em grande. Saiu por substituição sob uma forte ovação do público da Catedral.
Raçudo, oportuno, jogando cara a cara com o adversário, sem medos, já lhe valeu a marcação de dois belos golos.

Iniciámos a 2,ª parte a grande altura. Velocidade, controlo de bola, transacções rápidas, tudo levando a crer que íamos ter uma partida descansada
Numa jogada quase infantil, Luisão comete falta dentro da área dando origem a grande penalidade, a qual, foi convertida por Michel, aos 52m.
O Benfica sentiu esse golo e momentos depois é Artur que numa defesa fantástica evita o golo do empate do Paços de Ferreira.
Perante o figurino do Jogo, Jorge Jesus, faz entrar Nolito para o lugar de Bruno César - que não jogou mal - e o jogo modificou-se por completo.
Nolito jogou e fez jogar o que já vem sendo um hábito. Parece que do nada inventa uma jogada de perigo. Acabou marcando o 4.º golo do Benfica.
Luisão redimiu-se do seu erro, marcando de cabeça, o 3.º golo do Glorioso.

Acabámos por ganhar folgadamente por 4-1 e ficar - embora à condição - isolados na liderança.
o campeonato agora vai parar, durante duas semanas, para dar lugar à Selecção Nacional e à Taça de Portugal.

Viva o Benfica

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...