quarta-feira, 28 de setembro de 2011

BENFICA:- GANHAR NO (IM)PERFEITO OU JOGAR NO PERFEITO E PERDER???

Sei que tudo na vida é discutível. Não existe a verdade absoluta.

Vou reportar-me essencialmente ao jogo de ontem entre o Otelul Galati da Roménia e o Benfica, que se saldou pelo triunfo encarnado por 1-0.
Após um jogo desgastante físico e emocionalmente vivido no Porto, feita uma viagem até à Roménia, notou-se, na minha opinião, alguma fadiga em alguns jogadores, lembrando que um, Pablo Aimar, nem jogou.
Pelo que li antes e agora - eu também queria - o Benfica tinha que chegar à Roménia e ganhar por 3 ou 4 golos de diferença.
Esquecemos que do outro lado estão onze jogadores que nestes jogos se motivam e já não existe, principalmente na Champions League os tais jogos de Golias contra David.
Reparem que o M. United facilitou depois de estar a ganhar por 2-0, acabando em sofrimento, visto que esteve, inclusive, a perder em casa por 2-3. Empatou a dois minutos do fim.
Reconheço que tivemos alguns jogadores em sub-rendimento, como foram os casos de Saviola e Oscar Cardozo. Têm categoria para fazer muito mais. O caso do Saviola então é gritante. Não consegue encontrar o pico de forma que certamente deseja e nós desejaríamos que acontecesse.
Gostei muito da forma de jogar de Emerson. Joga simples, sem complicar, e não é tosco nenhum no um contra um.
Rodrigo voltou a entrar a poucos minutos do fim, mas mais uma vez, me impressionou. Remata com facilidade, é forte fisicamente, temos jogador.
Um jogo primordial vai ser o próximo contra o Basileia. Difícil? Sim. Impossível lá ganhar? Não.
O Benfica tem equipa para ganhar em qualquer estádio. Na Champions League, nos moldes actuais, tem que se jogar no pragmatismo, ou seja, pelo resultado e não pela exibição.
Prefiro que o Benfica jogue menos bem e ganhe, que fazer uma grande exibição e perca. Evidentemente que se for possível juntar as duas performances melhor será. Mas ao nível da Champions League, é difícil, complicado, e quem pensar na exibição para receber palmas e olés, certamente perde.
Por isso atingir a perfeição não é assim tão fácil. Sou benfiquista e exigente com a minha equipa. Mas também me parece que tenho que ser racional e saber dividir as "águas".
Primeiro tentar ganhar e só depois tentar fazer a grande exibição.
De jogo perfeito e perder tem o Benfica muitos na história. Chegou o momento de virar essa mesma história, e fazer do brilhantismo da exibição, o sol cinzento do resultado positivo, ou seja GANHAR - GANHAR - GANHAR.

Esta a minha opinião. Gostaria de ver/ler a sua.

VIVA O BENFICA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...