quarta-feira, 25 de julho de 2012

Investidores...grande treta.

Tenho lido muitas vezes nos jornais que o clube A está afogado em dívidas e que está á espera de um Investidor, depois leio que o clube B não tem dinheiro para se inscrever e procura um investidor, depois leio também que o clube C só se salva da falência se encontrar um investidor, e muitos mais, quase todos os dias desde há 1, 2 anos para cá que se ouve esta treta dos investidores.


E digo treta, por uma razão muito simples, em Portugal nunca hão-de haver investidores, esqueçam, nem vale a pena sonhar e muito menos fantasiar que vai aparecer um Xeique Árabe com as malas do dinheiro para distribuir pelos clubes.


Mas nem precisava de ser um Árabe, bastava vir um qualquer cidadão ou empresa deste mundo que tolinho da sua cabecinha metesse uns milhões nos clubes falidos deste país, e digo tolinho, porque apesar de muitos estarem a pensar que o tolo sou eu, já que não faltam por aí relatos de investidores dispostos a tal, não passam disso mesmo...relatos, porque investidores...nem vê-los !!!


E porque raio não aparecem então?


Não há ninguém disposto a investir no futebol Português?


Os clubes Portugueses não interessam?


Como tenho alguns conhecimentos com pessoas desta área, andei por aí a fazer umas perguntas e então eu posso responder:


Há sim senhor e os clubes Portugueses interessam e muito.


O grande problema é só um – A tão famosa mentalidade “Tuga”. E contra isto não há nada no mundo.


As pessoas devem entender de uma vez por todas o seguinte:


Não há ninguém no mundo que venha investir num clube em Portugal sem estar interessado no lucro. Mas isto é óbvio, e então qual é o problema? Se formos pedir um empréstimo a um banco eles não ganham dinheiro? Emprestam pelos nossos lindos olhos?


O grande problema do “Tuga” é este, a mesquinhês, “Eh pá, estes investidores vão meter aqui 10 Milhões, mas se isto corre bem aos gajos, eles ganham aqui uma pipa de massa.”


E depois os Presidentes dos clubes não entendem outra coisa, já que as suas SADs não permitem que um investidor as compre e se torne proprietário do clube, um investidor para meter o dinheiro tem que ter garantias, e essas garantias são uma das coisas que mais confusão faz na mente das pessoas.


1º Os investidores metem o dinheiro e assumem a gestão do futebol, Deus Me Livre, o “Tuga” até desmaia.


2º Um Presidente (ou vários) põe um clube num buraco tal, que tem de recorrer a um investidor, esse investidor mete lá o dinheiro e não se importava que o mesmo Presidente que fez a porcaria fosse gerir o dinheiro dele? Isto era de tolos.


Portanto e para terminar, tem havido investidores interessados em investir em Portugal e no futebol mais propriamente, mas enquanto tivermos esta classe dirigente á frente dos clubes, só podemos esperar uma coisa...a morte dos clubes, mais nada.


Conclusão:


Um investidor faz um projecto de investimento para um clube, com um prazo de 4 ou 5 anos, em que assume a gestão total do Futebol desse Clube, com todas as receitas e despesas a serem assumidas pelo investidor, a direcção do clube limita-se a ser isso mesmo, a Direcção do Clube.


Mas a estupidez e tacanhês da maior parte dos dirigentes faz com que isto dos investidores seja um bicho de sete cabeças, e a maior parte deles entende que um investidor é apenas um gajo que chega ao clube e mete lá 5 ou 6 milhões de euros e fica á espera do milagre da multiplicação sossegadinho em casa a ver os jogos na televisão.


Enfim, é triste mas isto cada vez mais é a realidade do nosso país.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...