quinta-feira, 26 de maio de 2016

Estorias da Planíce... (Episódio III)



Práli!!!! Práli carnêros do demo!!!!! Práli bestas dum cabrão!!!! Onhã!!!!!

Onhã!!!! Práli Octávio! Larga a Bruna!!!!! Tás aqui tás a mamar ca ponta da cachaporra...

Práli já disse! Larga lá o Inácio!!! Bicheza dum raio que só queri é marrar no cantero das papoulas da minha Josefina... Ainda vos corto a lã a destempo se nã se portam ó níveli...

Eish! Olha lá!!!!!

Atão nã éi quê nã vos tinha visto aí? Tava prá qui entretido câ carnerada que entrementes nã m'aprucebi que vossemeces já aí tavam.

Eta moços brabios! Tá tudo bem? Aqui o Felício anda nas nuves. Atã nã éi que afinali o Vitória foi Vitória mêmo? Quein havera de dizeri nã éi?

Aposto que nenhumzinho de vocemesses apostava um ecu no homi no inicio da estrefega. Ê cá nem sequeri os tenho prá apostari mas sos tivesse podem teri a certeza que nã punha nenhum no mê Glorioso depois das enxovias que nos arrimaram antes do Natali.

Quein houvera de dizeri ein? Os homis enxeramssi de brio e vá de arrimar cabazadas atrás de cabazadas em quem quer que se lha aprantasse pela frente... Até o baierm do amunique tevi de dar o litro pra nos derribarí.

Homis de fibra. Nã me canso do repetiri. Lá na tasca do Cagoitas até já temos uma pipa cu nome do Vitória... Haveri se o homi larga a garrafa d'auga e a troca plo garrafão...

Pru falari em garrafão já tenho soidades do mê Cartaxo... O homi agora bota faladura da boa na TV que até as minhas ovelhas aprontam e arrebitam a lã pró ouvire.

Nã me apercato é do que fazeri cu mê Inácio e com o sacana do carnêro mais velho que prá aqui tenho. Chama-se Octávio. O maldito já nã me cobre a cabras mas cada vez que o Inácio vai a tentari fazer-se a uma cabra anafada quê ali tenho e c'a minha Josefina batizou de Bruna, o Octávio desenbesta e arma um berrêro tamanho que tenho de lha aventari um tramoncada na cornadura para o acalmari... Que raio de siguera tem o bicho com a Bruna...

Agora anda de corno em baixo que é bem fêta pra aprender. Acertê-lhe mesmo na ponta da testa e agora anda com um olho em Beja e ôtro em Portalegre...

Por falari em Beja... S'ôtro dia tive com o marialva da Rebolêra num casamento aqui por terras do Cante.

Ah poizé... Aqui o Felício só se dá com genti de catigoria agora...

Atão tava ê dizendo... Tive cu marialva... Lá estivemos falando e bubendo uns tintos e a comeri uns croquetes (eta cu homi gosta mêmo é daquilo) e a falari de bola claro... O gajo bem que arengava o pêxe deli e abespinhava-se cada vez quê lhe falava no mê cumpadre Rui. Nã sê que raio de siguêra o personagi tein com o Rui que até se lh'ouriça o pelo (e que belo pelo o homi tein naquelas melenas)...

A coisa foi aquecendo e quando passamos prós bagacinhos ê desatê a cantari o hino do Glorioso à moda Alentejana. Isso é que foi um delírio... Quando dêmos por ela tava tudo agarrado uns ous outros a gritari "Seri Benfiquista... É teri na alma a chama imensa...."

Tá bein que foi ao som da Vila Morena mas é o que diz o mê primo Cagóitas. Quem nã tem cão caça com gato... Miau... heheheheh... Tã ma perceberi nã éi...?

Ó despois arreparei que o marialva tava todo carcamudo e a ficar com umas cores esquisitas... Até parecia cu mocho onde ele tava sentado tinha carrapetos...

Como ê nã sou pessoa que fazer festa onde os ôtros fiquem tristes, alembrê-me duma moda ca minha avô ma customava modar e cantê-lha ao som da musica do Frangue Cenatra cu grupo de balho tava a tocari no momento:

Jesus que estás na cruz
de verde pau de olivêra
Afinal foste tu
Que a fizeste dessa madêra

Quando hoje aqui te olho
e me aprucebo da tua asnêra
fico feliz mas tã feliz
de tudo ser à tua manêra...

E podes crer sem qualquer duda
assim como te cresce a cabelêra
tambem te cresce a cada dia
a cornaduraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

E foi em Beja quê nasci
e foi em Beja quê inda vivi
E é tã longe daqui a Beja
Como de Beja aquiiiiiiiiiiiiiiiiii

Rebaldaria total... O homi cuspiu meio leitão e uma garrafa de champions intêra. Ficou vermelho da cor da Bandêra do Glorioso e abalou a escoicenhar como se lhe tivessem prantado a cana dum foguete no cu. Aberrava cumó Octávio quando vê o Inácio em cima da Bruna, que nunca mais havera de pori os presuntos no Alentejo, que é por estas que se esqueceu do Juventude de Évora...

É claro que nã ficou sein resposta. Berrei-lhe logo que eli abalou a fugire pruque nã lhe cabia uma amendoa na guelra e que convivas como ele só dão é prejuízo pois onde quer que s'apresentem querem logo levari os empregados com elis... Nã sei é muito bem praquêi...

Será que lá no Sportems tã fazendo uma empresa de caitring ou o raio que o parta..?

Olha sa tiverem, ê posso forneceri Inácios e Octávios com fartura... Mas dos bons! Daquelis prá assari em lume brando durante muito tempo... É um petisco que nem vos conto...

Poizé, a alguns nã lhe cabe a amêndoa na guelra, mas eu entrementes vou tando é cumó Ricardo...

Nem um dentinho d'alho cá entra de tã orgulhose me sinto. Se bem que a eli quiseram-lhe meteri uma cabeça intêra pelo entrefolho acima... Mas o moço é desenrascado... Assim que sa aprucebeu da coisa toca a berrar pelo marquês e a falari em bubas monstras e em babadelas no poço da tasca...

Vocemesses já me vã conhecendo... Ê às vezis dô grandes calinadas... Mas quando me sinto assim a trambolhar prá caliquêra calo-me qué pra nâ entrari mosca nem sair trampa.

Olhem moços. Fiquem bein. Alembre-se deste vosso cumpadre adevez em quando e vã bubendo umas frescas à saude do Maióri que a gente este ano bem cas merecemos.

Ah... Já quasi que se me perdia a alembradura:

VIVA O BENFICA PORRA!!!!!!!!

11 comentários:

  1. Eish, cumpadre!

    Esse Alentejanês é mesmo dos entriores!

    Porrada nos carneiros!

    E viva o Benfica, porra!

    ResponderEliminar
  2. Viva a carneirada que ate rima com alentejanada e com os carneiros do inacio e octaviada a frente da manada.
    Nuno agora pergunto eu um texto extenso como este e com graça tiveste que fazer um exercio a mente do caraças para o elaborar imitando os Alentejanitos com quem muito simpatizo o meu sogro que Deus tem era alentejano.












    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imitando? Nah. Ê cá nã initê nada. Mais vale selo que parecelo.

      Alentejano com muito orgulho e honra. Vai uma moda?

      Eliminar
    2. Ah seu Alentejanito tu es autentico eu parecendo que os estavas imitando meu sogro era de Saboia, Odemira salvo erro uma pessoa acompanhada por Alentejanos so pode esta sempre bem disposta adoro aquela gente adoro aquela terra adoro o meu Benfica compadri.

      Eliminar
  3. Texto maravilhoso, direi mesmo que, fantástico.

    Só um alentejano de pura água poderia escrever assim.

    ResponderEliminar
  4. Ri com gosto redobrado. Nunomaf no seu melhor, lool

    Grande abraço meu amigo alentejano de gema.



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande abraço... Aqui em Luanda tambem se festejou o tri em grande.

      Eliminar
    2. Grande abraço... Aqui em Luanda tambem se festejou o tri em grande.

      Eliminar
  5. Não nasci no Alentejo mas as minhas raízes estão lá todas, e este seu texto para lá de estar muitissimo bem escrito, é revelador do sentimento de um alentejano de boa cepa !
    Como bom alentejano, deve apreciar uma boa piada :)

    Estavam o Ti Jaquim e a Ti Albertina na cama, numa noite de Verão.
    Diz ela:
    - Ó Jaquim, ainda gostas de mim, homi?
    - Atã nã houvera de gostari?
    - Ê nã sê... Tu já nem me procuras...!
    - Ora porra, tu também nã t'escondes...!

    Fico à espera do próximo...Viva o Benfica porra !

    ResponderEliminar
  6. DEPOIS DO SAMARIS
    TER “ATACADO” COM O PESCOÇO
    O COITADO DO SULIMANI
    EIS MAIS UMA VEZ A JUSTIÇA
    EM TODO O SEU EXPLENDOR
    “”
    O tribunal conclui pela inexistência de responsabilidade do Sporting neste caso, pelo que o clube não terá de pagar qualquer indeminização a Cardinal, já que considerou o juiz que Pereira Cristóvão agiu como vice-presidente do clube mas na exorbitância de tais funções. “”

    EHEHEHEHEHEHEHEHEHEEH

    BOM SENDO ASSIM
    QUALQUER DIRECTOR PODE COMPRAR UM ARBITRO
    E DEPOIS ARGUMENTAR QUE O CLUBE ESTÁ ISENTO DISSO
    POIS RESOLVEU EXORBITAR NAS FUNÇÕES

    EHEHEHEHEHEHEHEHE

    OU SEJA NUNCA MAIS UM CLUBE SERÁ PUNIDO POR CORRUPÇÃO
    POIS UM CLUBE COMO ENTIDADE IMPESSOAL NÃO CONSEGUE POR SI PRÓPRIO
    ENTREGAR O GRAVETO
    PRECISA SEMPRE QUE UM DIRECTOR O FAÇA
    E COMO UM DIRECTOR PODE EXORBITAR FUNÇÕES………………..

    EHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEEHEH

    VÃO GOZAR COM O C………….


    Paulo Pereira Cristóvão condenado a quatro anos e seis meses de prisão com pena suspensa
    15:37 - 27-05-2016
    A- A A+
    O antigo vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão com pensa suspensa no âmbito do processo Cardinal.

    Pereira Cristóvão foi condenado por dois crimes de peculato, por uso indevido de dinheiro e bens do Sporting, um crime de acesso ilegítimo e ainda por denúncia caluniosa agravada ao árbitro José Cardinal. Foi, porém, absolvido dos crimes de burla e branqueamento de capitais.

    Foi também condenado ao pagamento de 57.500 euros de indemnização, sendo que 40 mil serão para José Cardinal por danos patrimoniais e o remanescente a dividir pelos 35 árbitros que interpuseram pedido de indemnização.

    O antigo inspetor da Polícia Judiciária fio ainda interdito de desempenhar funções como dirigente desportivo por três anos mas nesse período serão descontados os 15 meses que já tinha cumprido em termos disciplinares no Sporting.

    O tribunal conclui pela inexistência de responsabilidade do Sporting neste caso, pelo que o clube não terá de pagar qualquer indeminização a Cardinal, já que considerou o juiz que Pereira Cristóvão agiu como vice-presidente do clube mas na exorbitância de tais funções.

    ResponderEliminar

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...