terça-feira, 22 de março de 2011

TERROR ... E JAGUNÇOS

Amigos Benfiquistas

O TERROR desportivo voltou novamente, e em força.

Ontem à saída de Paços de Ferreira, ao quilómetro 22 da A41, onde o Benfica ganhou brilhantemente ao clube local por 5-1, o autocarro onde regressavam os jogadores, seguido pela viatura de Luís Filipe Vieira, presidente do nosso clube, a qual (viatura) ficou com o vidro da frente estilhaçado, tendo o motorista e o próprio Luís Filipe Vieira, sofrido ferimentos, ainda que ligeiros, foram barbara e selvaticamente apedrejados por Energúmenos criminosos a soldo não se sabe ao certo de quem, mas facilmente se depreende a favor de quem.

Não aconteceram feridos graves e/ou até mortes por dádiva do destino.
Todo este clima de TERROR já é bem nosso conhecido e tem uma fonte que todos nós conhecemos. Tem também um fim em vista, sabemos qual.

Na época anterior este mesmo clima foi implantado quando nos deslocamos ao Porto.
A matilha atua em grupo. Covardemente pela calada da noite atacam pessoas indefesas num clima de Guerra, quais criminosos organizados, pois escolhem com precisão os locais a atacar.
Tudo isto tem um fim. Nem, acreditem, é atemorizar. Não, o intuito é provocar os benfiquistas, jogadores e direcção do clube.
Nem tem como palco de interesse o próximo jogo de 03 de Abril. Tem sim, nesse, o lançamento da Pólvora, qual armadilha, a fim de que, caiamos nela, cuja ressonância tem uma data prevista: 20ABR2011, jogo das meias-finais da Taça de Portugal.
Acreditem que os jagunços afectos a esse clubezeco do Porto tudo irão fazer para que o clima de Terror há muito em vigor para aquelas bandas, tenha o fulcro central nesse jogo.
Temos de condenar estas acções com veemência, mas sempre, utilizando a razão e NUNCA poderemos agir de igual forma.
Teremos que saber aquilatar o real intuito destes arruaceiros que fazem da violência a sua forma de ganhar.

Nós queremos ganhar, como o fizemos no Porto no primeiro jogo da meia-final da Taça de Portugal, mas é dentro das quatro linhas. É aí que vamos mostrar a nossa força, capacidade e classe que fazem da nossa equipa, uma das melhores do Universo futebolístico.
ELES são e serão sempre pessoas afectas a um clube regional. Não lhes podemos dar a importância que não têm.
Por isso, NUNCA poderemos entrar na mesma linha do olho-por-olho, dente-por-dente. Violência gera violência, bem sabemos.

Mas também sabemos as intenções desses criminosos. Desestabilizar os benfiquistas a fim de que tirem dividendos das suas torpes ações. E esses dividendos centralizam-se no/para dia 20 de Abril de 2011.
Não os vamos receber com flores. Isso não. Somos humanos e não temos o dom divino de dar a outra face.
Mas podemos e devemos recebê-los com ... desprezo. Ignorá-los pura e simplesmente.
Será nesse desprezo a forma mais hábil e personalizada da nossa diferença.
Se formos capazes de o fazer teremos a VERDADE e a COMPETÊNCIA do nosso lado. Saibamos ser prudentes e desprezar aqueles que em grupo são uns heróis, mas sozinhos, são a covardia da gênese humana, e ainda quando juntos, são a podridão do futebol, no mais negro e vergonhoso, que pode estar ligado na forma afectiva a um clube.
Não entremos nesse jogo. Nós somos o Sport Lisboa e Benfica, e isso faz, e fará SEMPRE, toda a diferença.

Viva o Benfica

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...