quarta-feira, 14 de abril de 2010

Quando o leão é ... um gato (mau perdedor)


Após uma noite não muito bem dormida pois os nervos mormente durante a 1.ª parte no jogo de ontem em que o Benfica, brilhantemente, cilindrou o Sporting por 2-0, fizeram alguma mossa no "cabedal", venho aqui deixar alguma palavras.
Os lagartos estão a 26 pontos do Benfica.
Olhando para esses nºs qualquer cidadão pode aquilatar da diferença futebolística existente entre os dois clubes.
Tem o Benfica apresentado um futebol de encantar plateias não sendo, caídas do céu as vitórias que alcança.
Ontem, mais uma vez, o Benfica, foi superior ao seu adversário. Numa 1.ª parte dividida, veio a equipa do Benfica para a 2.ª parte, a jogar de uma forma arrasadora e implacável.
Pressionantes, passes certos e direccionados, qual magia sobre o relvado.
AIMAR, entrado a substituir o Éder Luís, mexeu e de que maneira com a movimentação ofensiva da equipa, aperfeiçoando a máquina, oleando-a com o perfume da sua magistral forma de "mexer" na bola.
Reconhecido por todos, a vitória do Benfica, não sofre contestação.
Nesta frase está a busílis da questão. Foi com grande surpresa que ouço o capitão dos lagartos, João Moutinho, vir dizer que, o campo estava inclinado para o Benfica. Seguiram-se Carlos Carvalhal e esse génio da pureza e desportivismo, o ... Costinha. Incrível o que os meus pobres ouvidos ouviram.
Reparem que são 26 pontos de diferença entre as duas equipas. Facilmente se constata que os campos de quase todos os outros clubes estão inclinados contra os lagartos.
E alguma vez o capitãozinho veio dizer algo do género?. Pura azia e dor de ... qualquer coisa.
Carlos Carvalhal deu o "berro". Simplesmente estoirou aquela mente. Será que ainda tem esperanças de ficar nos lagartos pensando que nenhum treinador quer ir para o alvalixo?
Se calhar até pensa bem.
Costinha outro ARROTO personificado. Logo ELE que jogou no clube assumidamente corrupto, onde para esse, isso sim, durante largas épocas os campos estiveram inclinados.
Queixam-se as "feras", que o Luisão deveria ter sido expulso. Olhando a que Luisão é uma espinha difícil de dobrar é natural que assim pensem. É que se o Luisão, o Aimar, o Óscar Cardozo, o Carlos Martis, enfim, alguns dos heróis benfiquistas, têm sido expulsos, poderia ser que ganhassem. Assim foi o que se viu.
Quem esperava ver um Benfica desgarrado e perdedor após o jogo de Liverpool, teve que engolir um leão, embora, pelo que se viu, a águia tenha ajudado a reduzi-lo até ao tamanho ínfimo, no comparativo, de um pacato gatinho.
Com esta vitória duplamente saborosa por razões naturais de clubismo, ficamos mais perto do título de campeões que foi a meta principal a que nos propusemos no inicio do campeonato.
Tem sido difícil a caminhada. Mas o que é difícil para os benfiquistas que acreditam, torna-se fácil.
No suor da luta está a frescura da esperança.
Seremos todos um. E todos um saberemos compreender os lagartoides que (agora) começam ou queriam começar aquilo a que a imagem em epigrafe clama.
A imagem em baixo foi pintada junto à bonita localidade da Malveira.
Grande benfiquista(s) que se propôs e/ou propuseram desenhar tão belo pregão


Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...