quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

SE DÚVIDAS HOUVESSE......


Este texto foi escrito pelo Arquiteto José António Saraiva e relata na  primeira pessoa a  "aventura" que foi ter ido ver o BENFICA jogar com o clube corrupto na cidade de palermo.
Por favor leiam e meditem.
--------------------------------------------------------
O Braga-Porto foi marcado por um lamentável acontecimento: um atropelamento numa via rápida nas imediações do estádio, de que resultou um morto. Segundo alguns testemunhos, a vítima fugiria de adeptos do Porto. Não sei se é verdade. O que posso testemunhar é uma viagem que fiz há anos ao Porto com a família para assistir a um FC Porto-Benfica. Os meus filhos eram pequenos e, ao contrário do pai, fervorosos adeptos do Benfica, levando cachecóis ao pescoço. Logo à saída da estação percebemos que o ambiente era hostil, e aconselhei os rapazes a esconderem os cachecóis. Mas o pior aconteceu no fim do jogo, à saída do estádio. O Porto não tinha ganho, e os seus adeptos queriam dar largas ao descontentamento. Nas ruas criou-se um ambiente de autêntica batalha campal. De caça ao homem. Os adeptos do Benfica, mesmo de bandeiras enroladas e cachecóis debaixo dos casacos, eram perseguidos e agredidos. Havia gritos e correrias em todos os sentidos. A dada altura o ambiente era tão assustador que peguei nos meus filhos e meti-me com eles num café, fazendo votos para que adeptos do Porto não entrassem por ali dentro à procura de “mouros”. Estivemos ali cerca de uma hora, aguardando que o ambiente na rua acalmasse. E dali partimos directamente para a estação, como sombras, esperando que ninguém nos identificasse.

Não sei se este indivíduo que morreu atropelado ia a fugir de adeptos do FC Porto. Mas sei uma coisa: pelo que vi naquele dia no Porto, podia muito bem ser que fosse. Aquela gente em fúria era de meter medo. Eu nunca tinha visto nada assim.
Escrito por José António Saraiva.






35 comentários:

  1. São animalesco na sua fúria doentia! Um testemunho muito realista e de que ninguém duvida!
    Que tristeza de adeptos, que tristeza de país com indivíduos de tal espécie!Que falta fazia aqui uma Margareth Tatcher! Há quanto tempo tinha deixado de haver estes incidentes!
    TRISTEZA DE FUTEBOL!
    maria

    ResponderEliminar
  2. Bom dia.
    Eu acredito que tenha sido ao fugir dos porquistas...Eles pensam que são donos de tudo e assustam toda a gente...LAMENTÁVEL

    Há Dois anos fui ver um jogo amador Em St Maria da Feira,e ambas as duas equipas eram nortenhas,por uma simples "boca" vinda do publico, desencadeou uma pancadaria entre adeptos e jogadores,a ponto de vir a ambulância...eu nem sabia de havia de rir se fugir... (apenas observava à distância).

    São realmente horríveis... Fazem estrilho quando ganham e quando perdem!!!!!

    Saudações Gloriosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Cidália! TRISTÍSSIMO!
      maria

      Eliminar
  3. Os adeptos do Porto são uma cambada de assassinos , gatunos, arruaceiros. Que o digam as casas na Madeira e no Algarve assaltadas por eles e as estações de serviço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Telma,
      qual a diferença, entre o Salazar e o Passos?


      A matéria não é pidesca/politica. É de autoridade policial e segurança do cidadão.

      Eliminar
  4. Rute Trigueiro05/12/12, 13:16

    Só um António Salazar punha estes bandidos na ordem. Assassinos e Vândalos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem é o António Salazar?

      Eliminar
    2. António Salazar????
      Nem quero acreditar!!!!

      Eliminar
    3. Rute Trigueiro05/12/12, 18:32

      Falei em sentido figurado, sou toda pela Liberdade e pelo 25 de Abril de 74
      Nada de confusões.

      Eliminar
  5. E de valia UM António Salazar, se os assassinos são tipo ratos quando começam a sair do esgoto?!!

    Mas na verdade, alguém devia pôr mão nisto!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui Miguel05/12/12, 14:15

      Eu ponho mão nisso !!

      Eliminar
  6. José António Saraiva sabe bem o que diz.

    ResponderEliminar
  7. É só mais um testemunho do que acontece por aquelas paragens corruptas e mafiosas.

    ResponderEliminar

  8. Não se generalize pois isto não passa de um bando armado ao serviço do corrupto.

    Há muito boa gente na cidade do Porto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que há Conde! Muita gente boa mesmo e eu conheço muita dessa gente e alguns até são do FCP mas não pactuam com esta violência,
      Abraço
      maria

      Eliminar
  9. Nada acontece por acaso.
    Este fenómeno de violência no futebol tem muito a ver com a mensagem que é transmitida dos altos responsáveis aos adeptos em geral e aos membros das claques em particular.
    Se os dirigentes por palavras e obras apenas se vangloriassem com títulos justos, ou seja cumprindo as regras e sem falcatruas, garanto que esta selvajaria acabava. Agora quando os dirigentes não apenas ignoram as regras, mas usam estes elementos para os proteger quando são perseguidos pela justiça, que esperar?

    ResponderEliminar
  10. Quem sou eu para duvidar do que JAS relata?

    Sei é,
    que o macaco levou 13 pontos
    e que o porko perdeu depois.

    Materia mais que suficiente para despertar o sentido de vingança e violencia aos SD, infelizmente verificados.

    Por outro lado, a manifesta onda de silencio dos clubes envolvidos, dada a sua pratica de conivencias mafiosas, sobre o caso mais me faz acreditar na versão da AMBAR- Comissão de moradores do Bairro da andorinha.

    ResponderEliminar
  11. Caro Mafarrico eu li e conclui-se que quando se fala da Palermo portuguesa é porque há uma razão de ser. O Porto é hoje um estado ~com leis próprias, as impostas por um clube corrupto e que vive completamente à margem do resto do país.

    ResponderEliminar
  12. Todas as claques são compostas por gente boa e outra menos boa. Mas a claque do Porto é sem dúvida a mais violenta, mais arruaceira onde os corrécios impõem a sua lei com a conivência de Pinto da Costa, que com as suas ironias e trapaças tem montado em seu redor todo um grupo comandado por Fernando Madureira e seus capangas, que o protegem e espalham o terror pela cidade e por onde passam.

    Aplauso a coragem dos benfiquistas que conseguem ir ao Porto, onde vive muita gente boa e honesta, ver jogos do Benfica. Eu nunca lá iria

    ResponderEliminar
  13. ‘Pidá’ apela à violência dos Super Dragões (COM VÍDEO)
    Jovem de 19 anos pertence a gang que atacava no Porto

    Nas ruas do Porto cometia assaltos. Agredia brutalmente jovens e roubava-lhes todos os bens. Nas músicas, Sérgio ‘Pidá' incitava ainda mais à violência, em especial nos Ultra Ribeira, que integram a claque do FC Porto Super Dragões. Criou mesmo uma música para ‘Macaco', o líder do grupo, em que apela a ataques brutais contra outros grupos do mundo do futebol.
    "Os Ultra Ribeira são os mais perigosos. Aqui é assim, passam-se cenas ilegais. Podes ser No Name Boys, Juve Leo, mas também cais", canta numa das músicas, que se tornou quase um verdadeiro hino dos Super Dragões.
    Sérgio ‘Pidá', de 19 anos, está em liberdade, sujeito a apresentações periódicas na PSP. Tal como ele, mais 15 cúmplices foram apanhados. A maioria pertence à claque do FC Porto e nem o facto de estarem indiciados por crimes violentos os impede de continuarem nos Super Dragões. Aliás, a violência e o crime parecem ser palavras de ordem nos Ultra Ribeira.
    "Na Ribeira, já se nasce dragão. De brinco na orelha e de fugante [arma de fogo] na mão", ouve-se na mesma música, criada para Fernando Madureira.
    Na canção, um dos temas principais dos F-Unit, grupo de rap do qual faz parte Sérgio ‘Pidá', Fernando Madureira é intitulado como líder, que controla toda a zona da Ribeira.
    "Ele é o Fernando Madureira, controla os Ultra Ribeira. Aqui quem entra não sai, quem vacila cai", diz o refrão da canção.
    Bruno ‘Pidá', primo de Sérgio, é também referido na mesma música.
    Aliás, a canção diz inclusivamente que a segurança da Ribeira está entregue ao ‘Killer' [assassino] - numa alusão ao líder do gang da Ribeira, que actualmente cumpre pena de prisão pelo homicídio do segurança Ilídio Correia.

    Palavras para quê ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são necessárias. Está tudo dito!
      maria

      Eliminar
  14. Bruno "Pidá" transferido para a cadeia de Coimbra
    Motim com presos

    O principal arguido do processo "Noite Branca", relativo a casos de homicídios e violência na noite do Porto, é um dos mais recentes reclusos colocados no estabelecimento prisional de Coimbra, onde anteontem, sexta-feira, houve um motim envolvendo cerca de 200 presos. Bruno "Pidá" chegou na semana passada àquela cadeia, vindo de Custóias, Matosinhos, mas não participou nos tumultos.

    Condenado a 23 anos de prisão por presumível envolvimento na morte do segurança Ilídio Correia (o caso está ainda em recurso no Tribunal da Relação do Porto), o arguido foi colocado numa ala em que, ao contrário da Ala E, os presos regressaram às celas. Na cadeia de Custóias, "Pidá" atingiu uma posição de destaque, tendo sido, inclusive, responsável pelo ginásio.

    A normalidade deverá regressar durante o dia de hoje à cadeia de Coimbra, devendo os familiares ser autorizados a visitar os reclusos. O episódio que precipitou a revolta dos presos, conforme noticiado ontem, teve a ver com a recusa em autorizar uma saída precária de um recluso do Porto conhecido como "Betoneira".

    Em concreto, o JN apurou que tudo começou quando este recluso foi posto a cumprir castigo numa cela disciplinar por, supostamente, ter agredido um outro preso. Só que, ao final do sexto dia de punição, foi constatado que "Betoneira" não foi o autor das agressões. Afinal, teria sido o seu companheiro de cela.

    Assim, o recluso - condenado por roubo e a três meses do fim da pena - foi retirado da cela disciplinar, por ordem dos responsáveis da cadeia, devido àquele engano. Mas os mesmos responsáveis proibiram, tardiamente, a saída precária. A informação chegou aos demais reclusos e gerou o motim.

    O episódio obrigou ao uso da força - familiares dos reclusos queixaram-me mesmo de violentas agressões - para restabelecer a ordem e levou à colocação de vários reclusos em celas disciplinares. Outros foram transferidos para a cadeia de Monsanto, a fim de desfazer grupos instituídos em Coimbra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto é a noite do Porto, onde o terror que Pinto da Costa comanda e ninguém o segura.
      Viver no Porto é viver num clima de terror

      Eliminar
  15. As claques atualmente são formadas por toda a espécie de gente. Quando começaram a aparecer, o seu sentido era bom. Apoiar os clubes, com a sua presença. coreografias, e a força da juventude.

    As coisas mudam e as claques mudaram também. Infelizmente para pior.

    Ir a qualquer estádio em que estejam claque dos clubes grandes é melhor esquecer, e ficar em casa a ver via TV. Ganha dinheiro e, quem sabe, preserva a vida..

    Acreditem que sei ( e bem...) do que falo....

    ResponderEliminar
  16. Pode ser que nem todos os elementos dos SD sejam dessa laia mas, que dentro dessa claque se encontra um destacamento, radical e fundamentalista, da guarda pretoriana do "Papa" nao subsistem as minimas duvidas. Alias, nem vou mais longe, relembro so o impeto raivoso do "corrupto mor" a repreender os agentes da PSP, o ano passado no final daquela celebre final de Basket.
    A seleccao dos elementos para servir nos quadros da guarda pretoriana obece a uma triagem apertada (como qq capo de renome exige), sendo que a principal premissa e condicao obrigatoria, implica que o aspirante tem que ser criminoso.
    Chulos, traficantes de droga, ciganos contrabandistas e mais algumas classes socias ilustres comandam o rol. Uma vez que alcancam este posto hierarquico, o "PAPA" protege-os e garante-lhes impunidade, obviamente eles retribuem com todo o tipo de servicos, que voces concerteza conseguem imaginar.
    Todo este quadro ja era muito surrealista e medonho se fossem somente estas pinceladas, mas nao acaba aqui. Se pensarmos que esta gente arrecada todos os generos de subsidios de inclusao social que o Estado portugues tem em vigor, vivem em casas disponibilizadas em bairros sociais, surrapiam os melhores alimentos do banco alimentar mas, quando chega o momento de ir curtir a noite deslocam-se em grandes maquinas!! E o cidadao que paga impostos tem que engolir isto tudo???
    E a merda da Policia Judiciaria?? quem sao esses agentes?? foram tambem eles, alvo de tamanha hedionda triagem??
    E os juizes?? Quem sao esses juizes?? Sao os camarotes no dragao "celulas de deparvacao luxuriante" para altos oficiais da guarda pretoriana???
    E o ministro do desporto, e...


    RADIO BENFICA



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheeheh

      Grande RADIO BENFICA

      Eliminar
    2. Ola Ricardo AL, boa tarde.

      Nao me deixaram acabar o comentario, apontaram-me uma fusga a cabeca lolololo.
      Nao ha duvida que o Papa e portista mas, DEUS e benfiquista, e ferrenho.

      VIVA O BENFICA e vamos passar a eliminatoria.

      RADIO BENFICA

      Eliminar
  17. Bem a possibilidade do adepto estar a fugir dos morcões é a mais provavel e não me admira nada, num porto-BENFICA, eu levava o cachecol ao pescoço, e enquanto fazia o caminho até a bancada, levei socos nas costas, empurrões, pontapes, puxões etc... tudo a falsa fé, eu vira-me para tentar perceber quem eram as bestas, e escusado sera dizer que eles aproveitavam para molhar a sopa. Bem na verdade temi pelo pior, mas mantive-me fiel aos meus principios e não retirei o meu cachecol entrei no campo, como fiz durante 10 anos seguidos. Mas por causa dessa contrariedade deixei de ir aquela sanita.
    Tenho pena que haja tanto anti-desportivismo.

    Mas para hoje.....CARREGA BENFICA!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que nunca iria ver um porto Benfica, ou vice-versa...
      Pelo pânico que eles espalham.

      Para hoje?? Acalme-se!!!

      CARREGA BENFICA

      Eliminar
    2. Eu vejo sempre o Benfica-porto, vejo sempre mas tenho sempre receio, não minto.
      maria

      Eliminar
  18. Meus Caros Amigos, agora e depois de todos terem opinado e bem sobre o tema em questão vou aqui deixar bem explicada a minha experiência enquanto adepto do BENFICA num célebre jogo naquele que era chamado de estádio das antas.
    Jogava o GLORIOSO como não podia deixar de ser anos 80 século passado (já sou velhote!!!), golo do BENFICA eu dou um salto e gritei GOOOOLO,. Levei um pontapé no fundo das costas só parei na rede com a cara bem colada à mesma, bem olhei para trás e vi uns FDP a olharem para mim com os olhos cheios de ódio a chamarem-me de mouro práqui mouro prácolá, os meus amigos vieram em meu socorro caladinhos que nem ratos, demos meia volta e fomos pregar para outro lado, porque naquele lugar se o BENFICA marcasse outro golo eu corria perigo de vida, porque não sou de me calar.
    NUNCA MAIS LÁ METI OS PÉS, NEM METEREI MESMO QUE MORRA AOS 150 ANOS, E MORO A CERCA DE 6 KILOMETROS DESSE CAGATÓRIO.

    Sou Cristão e tenho como idolo máximo JESUS CRISTO, se um dia ELE resolvesse vir até cá eu iria até ao fim do mundo para o poder ver, mas se esse fenómeno por obra do (diabo) tivesse que acontecer naquele antro e se eu tivesse a sorte de ser um dos escolhidos, pedia-LHE perdão mas iria ver o meu HERÓI pela TV.
    MAFARRICO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imagino o susto, e a revolta!!!

      Noite Gloriosa para todos NÓS

      Eliminar
  19. As Antas eram e o Dragão é, antros de podridão.
    Quem não se lembra de um repórter ser agredido em pleno relvado e tudo ser abafado?

    ResponderEliminar

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...