domingo, 5 de julho de 2015

OS PRIMEIROS PASSOS DO BENFICA 2015/2016

Como tudo é possível, ousemos fazer rumo ao impossível – Agostinho Silva

               
O mercado de transferências continua aberto, a pré-temporada iniciou-se e o Benfica versão 2015/2016 dá os seus primeiros passos rumo ao seu objectivo primordial: a renovação do título de campeão nacional!

No entanto, muitas são as incertezas para a próxima época! Comandados por uma nova equipa técnica – boa sorte Rui Vitória, mas a ti só te peço empenho, trabalho e competência - , sem o profissional Maxi Pereira no plantel – Mesmo sem ti, um exemplo de superação e de trabalho,  muito obrigado pelos 8 anos de dedicação, devoção, garra e desejo de vencer com o manto sagrado Maxi! – e com a previsão de um plantel com 40 jogadores no imediato, o Benfica inicia a pré-época sob a pressão de vencer e convencer – Nada de novo, então!

Assim, na Luz, sucedem-se a bom ritmo os habituais exames clínicos; os novos equipamentos foram divulgados; os jogadores mostram ambição e boa disposição para a nova época e os treinos iniciaram-se este sábado sob a liderança do capitão Luisão, o general venerado a quem devemos bater continência e cumprir a sua ordem de vitória – por isso, ousemos rumar à vitória final, contra tudo e contra todos!


Num outro plano, e no que toca à guerra das audiências televisivas com a Sport Tv, também o campeão nacional reforça, e muito bem, os conteúdos da sua BenficaTV (BTV), com a aquisição da liga Francesa e da Liga Italiana, pelo que a época 2015/2016 promete. Estes são dois bons reforços que irão permitir a BTV ter mais diversidade e espectáculo garantido! É claro que as ligas anunciadas serão meros aperitivos para os jogos que realmente nos prendem à tv: os jogos do nosso glorioso!


Não posso ainda esquecer que esta semana também a nossa equipa B arrancou com os seus trabalhos tendo em vista a sua participação no campeonato da II Liga! Aos jogadores que compõem a referida equipa do Benfica apenas peço isto: em todos os jogos, lutar sempre pela vitória com todas as vossas forças, talento e empenho! Quanto ao restante, estou aqui para apreciar a evolução de alguns jogadores criados pela nossa Fábrica de talentos!

Também nesta época de 2015/2016 presenciamos à cerimónia de honras de Panteão Nacional concedidas ao nosso eterno EUSÉBIO.

Talento inato, campeão sem igual e uma força de natureza, eram os atributos do nosso KING! E graças a essas qualidades, Eusébio da Silva Ferreira recebeu honras de Panteão Nacional com todo o direito e propriedade! Muitas vozes ouviram-se contra esta transladação, sendo que as mesmas desprezaram o valor do desporto em geral e do futebol em particular! E assim se faz tábua rasa de ensinamentos preciosos que o desporto nos ensina e assim esquecemos uma lição importante: “O desporto tem o poder de superar velhas divisões e criar o laço de aspirações comuns” – Nélson Mandela.

Numa época em que Portugal vivia fechado em si próprio – Orgulhosamente sós era o lema do Estado Novo – o regime político era a Ditadura e a Pide o garante da mesma através do medo e da tortura, Eusébio foi alma e coração de um clube democrático, foi esperança e fé de um povo que desejava um país livre e equitativo e é o exemplo daqueles “que por obras valerosas se vão da lei da Morte libertando” e cujo legado imaterial é tão importante quanto o legado que as grandes mentes portuguesas e os heróis portugueses que moram no Panteão nos entregaram.

Por último, sabendo que até ao fim do fecho do mercado, marcado para 01 de Setembro, o plantel do Benfica para 2015/2016 pode sofrer diversas alterações, fico feliz pelo regresso do campeão! Já era tempo de ver os nossos ases a treinar e de debater a qualidade e a quantidade dos nossos atletas. Mas a todos que ficam no SLB, uma exigência: HONREM OS ASES QUE NO PASSADO HONRARAM O NOSSO MANTO SAGRADO!

E não se esqueçam que o Benfica tem um passado de glória, sim, mas esse passado já passou! Agora queremos é um presente e um futuro de vitórias e mais vitórias!

VIVA AO BENFICA! Benfica sempre, sempre Benfica!

3 comentários:

  1. O Ozébio foi instrumento involuntário (Vítima, realmente) de uma mistificação que se foi lentamente consolidando: a de que o Benfica era, na ditadura , o "clube do regime". Quando, na realidade, basta ler as Memórias do Carlos Gomes, o grande guarda-redes que serviu o Sporting, (intituladas "O Jogo da Vida") para se perceber que eram os "outros", os de verde quem tinha ligações estreitas ao salazarismo. Lembremos o sinistro Góis Mota, legionário e dirigente do S.C.P.Se tivesse espaço, recordava aqui o que o Carlois Gomes escreve sobre "os jogos do silêncio" no campo do Barreirense sempre que lá jogava o Sporting. A ida do Ozébio para o Panteão, já na vigência da democracia formal, sob a qual vivemos hoje, reabilita-o desse injusto labéu de ser "protegido do Salazar" tal como o Benfica... (Ass. Carlos António Machado Acabado)

    ResponderEliminar
  2. Mais um texto fantástico que respira benfiquismo.

    Nunca mais começam os jogos nem que seja de preparação. Até dói tanta espera.

    ResponderEliminar
  3. Sempre com brilhantes textos...
    Concordo com o Ricardo, nunca mais chega o dia.. Que seca!!

    Gostava de vos receber,aqui: http://aguiadeluz1982.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...