sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Uma crónica maldita contra um dos braços armados dos Antis : a campanha contra o Benfica!


"A vitória do Benfica em Moreira de Cónegos reavivou uma campanha que já estava lançada: a do favorecimento do Benfica pelas arbitragens.
É algo que se entende.
O campeonato encaminha-se para o seu fim e o campeão nacional continua na frente e com lastro.
Agora, contabiliza-se e hiperboliza-se tudo. A começar pelo número de jogos que o Benfica terminou com mais um elemento. Seria de bom tom também contar o que aconteceu com os concorrentes diretos...
Sendo o Benfica uma equipa que normalmente domina os seus jogos, perante adversários que têm de recorrer muitas vezes a faltas, não será pelo menos compreensível que essa vantagem se verifique algumas vezes?
Quanto ao que aconteceu em Moreira de Cónegos, discute-se que o primeiro golo do Benfica nasceu de um canto que não devia ter sido marcado pois no lance que lhe deu origem Salvio simulou penálti. Como as imagens rapidamente esclareceram o assunto, passou-se para a fase seguinte: afinal, o jogador do Moreirense nem tocou na bola e, como tal, seria pontapé de baliza.
Fiquei assim a saber que um canto é como um penálti, ou seja, um lance de golo iminente. Estamos sempre a aprender.
Quanto à expulsão do jogador do Moreirense por bocas aos árbitro, também fiquei a saber agora que são coisas normais dentro de um campo de futebol e que os regulamentos não são para cumprir à letra. Não é propriamente uma surpresa num país onde todos os que podem fogem ao cumprimento das suas obrigações (eu incluído).
Está o Benfica a ser favorecido pelas arbitragens? Não sei responder a esta pergunta. O que sei é o que vi. Pinto da Costa a defender o sorteio dos árbitros!
O primeiro dirigente português a defender o sorteio dos árbitros foi Pimenta Machado, sob o argumento de que não deixavam o V. Guimarães ser grande pois a troika controlava o sector. O sorteio já foi um facto, tanto com a arbitragem na FPF como na Liga. Não deu grandes resultados.
Mas porque pede Pinto da Costa o sorteio dos árbitros? O próprio fez subentender a resposta. No essencial, o FC Porto não está propriamente preocupado com o resultado das arbitragens dos jogos do Benfica mas com as nomeações de árbitros para os jogos do Benfica. No Dragão haverá a perceção não de que o Benfica escolhe os árbitros para os seus jogos mas de que escolhe os árbitros que não quer para os seus jogos. Falta saber se é só o Benfica que faz isto...
Os dirigentes desportivos portugueses sempre tiveram a sensação de ter os árbitros na mão. A história, mesmo a recente, dá-nos conta disso. Os clubes sempre tiveram elementos destacados para "controlar" a arbitragem e o Sporting até já mostrou o que fazia no tempo de Dias da Cunha, embora sob o argumento de que se estava apenas a defender do controlo que outros faziam...
O que é notável é quase todos continuarmos a entender que os árbitros não podem errar, que os comentadores são todos isentos e que os dirigentes defendem uma arbitragem pura e limpa.
Eu, por exemplo, quando olho para uma bancada e vejo lá o pai do árbitro com o cachecol de um clube que está a disputar o jogo não faço juízos de valor. Não me ponho logo a pensar que o cachecol foi emprestado pelo filho." - Texto de Eugénio Queirós

O campeonato irá entrar numa fase decisiva! As próximas 3 jornadas serão marcadas por jogos cujo desfecho irá determinar o rumo do campeonato e da conquista do mesmo por um dos dois concorrentes ao título: Benfica e fcp. Já nesta jornada, teremos um clássico entre o Porto - Sporting, sendo que, os sportinguistas já disseram que preferem a vitória do fcp sobre o seu clube do coração! Com esta exigência, pergunto como conseguem sonhar em conquistar um campeonato!

Na jornada seguinte, teremos um Braga - Porto, enquanto que o Benfica vai ao campo do Arouca, orientado por um ex-capitão portista - Pedro Emanuel. Penso que todos estamos conscientes da dificuldade que advirá desta deslocação. E a jornada 25 terá um Benfica - Braga, no qual todos os anti-benfiquistas serão braguistas desde pequeninos. Acredito que estas 3 jornadas determinarão muito do sucesso ou insucesso do Benfica na presente temporada! Estas 3 jornadas transformam-se assim num barril de pólvora que pode explodir ou para os lados da luz, ou para o lado do clube galego... desculpem, do clube nortenho!

Exigimos agora aos nossos as vitórias necessárias para sonhar! Mas já sabem que terão sempre o nosso apoio para vos carregar até a vitória!

Força Benfica! Estamos sempre contigo!

Benfica sempre, sempre Benfica!

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Eusébio irá descansar ( descanso eterno) no lugar certo

A resolução conjunta aprovada na semana passada por unanimidade na Assembleia da República de conceder honras de Panteão Nacional ao futebolista Eusébio, que morreu a 5 de janeiro de 2014, foi esta quinta-feira publicada em Diário da República.

"Conceder honras de Panteão Nacional aos restos mortais de Eusébio da Silva Ferreira, homenageando o símbolo nacional, o homem solidário, o futebolista e o desportista excecional, evocando o seu estatuto de verdadeiro marco na divulgação e na globalização da imagem e da importância de Portugal no Mundo", refere a resolução 21/2015 da Assembleia da República.

O texto prevê a constituição de "um grupo de trabalho, composto por representantes de cada grupo parlamentar com a incumbência de determinar a data, definir e orientar o programa da trasladação, em articulação com as entidades públicas e demais instituições envolvidas, bem como os seus familiares próximos".

No dia da aprovação da resolução conjunta na Assembleia da República, a 20 de fevereiro, foi indicada a possibilidade de a cerimónia decorrer antes do mês de agosto.

Eusébio da Silva Ferreira, para muitos o melhor futebolista português de sempre, morreu na madrugada de 5 de janeiro de 2014, aos 71 anos, vítima de paragem cardiorrespiratória.

Também carinhosamente tratado por King, foi eleito o melhor jogador do mundo em 1965 e conquistou duas Botas de Ouro (1967/68 e 1972/73).

No Mundial de 1966, disputado em Inglaterra, na qual foi o melhor marcador, com nove golos, com a seleção das quinas a classificar-se no terceiro lugar. A poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen foi a última personalidade portuguesa a merecer honras de Panteão Nacional por proposta de PSD e PS que obteve unanimidade em fevereiro de 2014, tendo a cerimónia decorrido em julho.
.
Uma das maiores justiças concedidas pelo Governo Português a um cidadão, no caso particular, a Eusébio da Silva Ferreira
Como futebolista e como ser humano, foi, é incomparável, digam ou inventem as comparações que quiserem. Eusébio só existiu (existe,,,) um e mais nenhum.

O meu aplauso pela decisão
.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

José Eduardo Moniz, a pôr Julen Lopetegui em sentido.

Todo o Universo desportivo sabe que o Porto construiu esta época uma equipa com muitos valores/jogadores pagos a peso de ouro. 
É, dizem os entendidos, uma das equipas mais caras de sempre daquele clube, e a mais cara a nível de ordenados e comissões, esta época, na comparação com todas as equipas portuguesas, em geral, e em particular com a do Benfica, que é a equipa que nos interessa.

Este campeonato – que ainda nenhum clube ganhou – eram “favas” contadas para aquele clube. O Benfica vendeu vários jogadores, quase a equipa toda, dizem as línguas vesperinas, o que faria que se tornasse num suculento manjar para aquele clube, que não necessitaria de suar a camisola para ser campeão.

Julen Lopetegui, treinador daquele clube,  logo no inicio da época, disse alto e a bom som, que não falaria nas arbitragens e o seu patrão um tal de Pintinho da Costa até declarou que só os estúpidos falavam dos árbitros ( arbitragens). Só que...o vento mudou e, ao que parece, "Ela" ( a arbitragem amiga ) não voltou. Pelo menos de forma tão descarada como foi nos últimos 25/30 anos.

Só que, no Benfica, trabalha-se arduamente sempre no intuito e convicção de que é possível fazer mais e melhor. Não fizemos uma boa campanha europeia nem fomos felizes na Taça de Portugal, sabemos reconhecê-lo.
Diz o ditado que, quem tudo quer tudo perde. O Benfica teve que fazer escolhas e, estou certo, sem menosprezar essas competições, fixou o chip no campeonato nacional que, com toda a legitimidade, quer ganhar. Estamos na final da Taça da Liga e, bem encaminhados, para no final da época, sermos campeões.

Acontece que, perante a classificação, onde o clube do Porto tem de olhar para cima, lá vieram as virgens descaradas e ofendidas na sua integridade desportiva, feridos pela capacidade vencedora do Benfica, a dizer em todas as conferências de imprensa, e nos flash interviews, sempre num "choro" triste a arcaico, que os árbitros estão a prejudicar o Porto – o que é MENTIRA – e a favorecer o Benfica, o que é AINDA MAIOR MENTIRA.

José Eduardo Moniz, administrador da SAD do Benfica, decidiu – digo eu que finalmente – lembrar aos microfones da Rádio Renascença,  o treinador do FC Porto daquilo que a seguir se transcreve.

"O que temos vindo a assistir de forma descarada é uma tentativa de condicionamento da arbitragem para esta fase final da temporada e, por isso, devemos chamar a atenção para isto de forma clara e pôr ordem da mesa. O que Julen Lopetegui ontem disse foi aquilo que o instruíram a afirmar. Como só chegou este ano ao futebol português, o melhor que pode fazer é pedir à sua entidade patronal para ter acesso aos arquivos dos últimos 25 anos de forma a ficar a saber o que é favorecimento no futebol português”

Pois é. As verdades são nuas e cruas. Lopetegui é muito “cru” no futebol português. Será bom que estude, mas estude com olhos de ver e sentimento de justiça, o que, sabemos, naquele clube é impossível existir. 
No entanto, continuo a acreditar que ainda existem homens íntegros que, sempre, se podem instruir, concretamente a nível clubista e desportivo, sobre matérias que agora falam sem saber o que dizem, ou então, o que até gostaria de não acreditar, com uma maldade de princípios que até custa ver e ouvir.
Não será assim sr Julen Lopetegui?
.....................

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

A caminho dos quartos de final da UEFA YOUTH LEAGUE


Venha o próximo adversário!

"A equipa de Juniores do Sport Lisboa e Benfica garantiu, esta terça-feira, a passagem para os quartos-de-final da UEFA Youth League após vitória sobre o Liverpool por 2-1.

Uma primeira parte digna de uma Liga dos Campeões mesmo que jovem e com uma nomenclatura diferente foi o que se viu no Caixa Futebol Campus. Nuns 45 minutos sempre bem jogados, destaque para 10 minutos iniciais frenéticos, com dois golos – um para cada equipa – e várias oportunidades desperdiçadas.

Aos quatro minutos, Gilson Costa centrou para a cabeça de Hildeberto Pereira rematar um tudo-nada ao lado e no minuto seguinte o mesmo Hildeberto fez mesmo o “gosto ao pé” com um remate que finalizou um excelente trabalho individual à entrada da área.

O Benfica na frente e com uma propensão ofensiva assinalável deixava boas perspetivas que não se confirmaram. À passagem do minuto oito, Sergi Canós recuperou o esférico a Pedro Rodrigues, esgueirou-se para a baliza e empatou com um remate cruzado.

A formação da casa respondeu de imediato, aos 10’, com o camisola 9 (sempre ele!) a disparar bem perto do poste da baliza inglesa. A partir daqui o ritmo baixou, mas a bola continuou a rondar as áreas até ao apito para o intervalo.

Destaque para um lance aos 23 minutos que envolveu Hildeberto Pereira e o guarda-redes do Liverpool em que o avançado caiu na área com o árbitro a mostrar cartão amarelo ao Benfiquista. Ficam algumas dúvidas no que concerne ao derrube, mas admoestar o jogador pareceu-nos claramente exagerado.

A etapa complementar começou como a primeira parte: mais Benfica e “frisson” na área do Liverpool. Aos 47’, Hildeberto Pereira teve uma boa iniciativa na direita, centrou para Gilson Costa que na área permitiu a defesa a Ryan Fulton. Cinco minutos volvidos foi Sinclair a estar perto do golo e do 1-2 para o Liverpool. Muita emoção no Seixal por esta altura!

Uma partida tão viva prometia mais golos e este surgiu por Diogo Gonçalves que na área rematou de pronto após assistência açucarada de Gonçalo Rodrigues quando o cronómetro assinalava 74 minutos.

Todavia, o Liverpool vendeu cara a derrota e aos 90’+1 esteve muito perto de empatar após duplo remate para dupla intervenção de André Ferreira a evitar os intentos britânicos.

Os Juniores marcam então presença nos quartos-de-final da UEFA Youth League e jogam com o Shakhtar Donetsk, no Seixal, a 10 de Março. " - Fonte: Site do SLB

Viva aos nossos juniores, Viva ao Benfica!


CONFLITOS DE INTERESSES????



"Todo o homem luta com mais bravura pelos seus interesses do que pelos seus direitos."
Napoleão Bonaparte

O país desportivo anda indignado com a expulsão do jogador do Moreirense André Simões, no jogo que opôs o glorioso Benfica contra a equipa visitada, para a última jornada do campeonato!

Ao arrepio dos artigos aprovados nos regulamentos das competições e disciplinar, o mundo futebolístico passou a admitir que todo e qualquer jogador pode agir sem respeito, sem correcção e urbanidade perante todos os outros intervenientes do jogo! Todo e qualquer jogador???? Não, claro que não! É entendimento pacífico e unânime que o único clube que deve ser castigado pela violação aos deveres indicados é o S.L.Benfica, porque aí os regulamentos são para se cumprir!

Mas peço à comunicação social e demais actores do país desportivo que façam uma formação, com realização de exame rigoroso e obrigatório, sobre direito desportivo, para evitarem a habitual verborreia que os caracteriza. Se tal formação fosse obrigatória, muitos "opinion makers" saberiam que os jogadores devem manter um comportamento de correcção e urbanidade para com os árbitros. - artigos 28º e 54º n.º 2 e n.º 3 do regulamento das competições!

Mais, ficam desde já informados que os jogadores que utilizem expressões injuriosas dirigidas contra a equipa de arbitragem podem ser sancionados com um ou mais jogos de suspensão, até um máximo de quatro jogos, e acessoriamente uma pena de multa, que vai desde os € 510,00 aos € 5 100,00! - cfr. artigo 158º al. a) do Regulamento disciplinar.

Contudo, actualmente parece que tais normativos não entram na discussão sobre os erros da arbitragem! Mais, perante um acto correcto do árbitro, a comunicação social censura a expulsão, e fomenta os actos de incorrecção e de falta de respeito entre os intervenientes do jogo! Pergunto: qual deve ser a principal missão de quem informa e influencia opinião pública? Isenção e rigor??? Parece que não!



Sucede que, ontem o jogador expulso do Moreirense decidiu colocar mais " lenha para a fogueira" do barulho contra o líder do campeonato! O jogador André Simões, adepto ferrenho do fcp, mostrou todo o seu orgulho pela equipa do seu coração ao ir assistir ao jogo do fcp contra o Boavista no estádio do Bessa. 

Mais, sendo jogador profissional, com ligação contratual a um clube profissional, o qual deve guardar respeito e lealdade, decidiu o mesmo instigar a discussão com o seu comentário. E para além do comentário causador de polémica, ainda se envolve em discussão escrita com quem o interpela, assume ter injuriado o árbitro e insulta os espectadores/comentadores que ainda contribuem para a exploração do jogo em Portugal! Não vou abordar aqui as infracções que o jogador poderá ter cometido com o presente acto!

A minha chamada de atenção, prende-se somente com o conflito de interesses que ressalta do teor da publicação do jogador, a qual só por si, demonstra o porquê de determinadas equipas jogarem com mais atitude, concentração, agressividade e intensidade contra o Benfica, e facilitarem contra o seu clube de coração! Podemos não duvidar do profissionalismo do jogador, mas que a suspeita permanece, permanece! 

Mas sei que esta discussão só irá acontecer, e o tema da verdade desportiva virá ao lume, quando estes factos tiverem como protagonista um jogador que seja adepto do Benfica. Como sempre aconteceu e como sempre será!

Mas espero que aqueles que sejam afectos à nossa cor, saibam colocar o dedo na ferida, e com rigor e isenção, contribuam para a solução deste problema e nunca para esconder estas situações, jogada típica e rasteira dos demais actores desportivos do futebol português.

De resto, viva ao Benfica e que venha o Estoril, para continuarmos a lutar pela conquista do campeonato nacional!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Porque o Benfica não é só futebol...


OS MEUS PARABÉNS AOS TETRA-CAMPEÕES NACIONAIS DE ATLETISMO!

E a seguir deixo a notícia que dá conta da vitória da equipa masculina do Benfica como campeão nacional de atletismo:

"A equipa masculina de Atletismo do SL Benfica sagrou-se, este domingo, Tetracampeã Nacional de Clubes de Pista Coberta, com 112 pontos, depois de vencer as 14 provas nestes dois dias.

Pombal recebeu este fim-de-semana, 21 e 22 de Fevereiro, a 22.ª edição da Final da I Divisão do Campeonato Nacional de Clubes em Pista Coberta, uma competição que se iniciou em 1994, com o SL Benfica a vencer a edição de estreia tanto em masculinos como em femininos.

No sector masculino, Miguel Moreira foi o grande vencedor dos 800 metros, com 1m49s86. Arnaldo Abrantes foi o mais rápido nos 200 metros (21s44), enquanto Bruno Albuquerque conquistou a primeira posição nos 3000 metros, com 8m21s71.

Tiago Pereira venceu no Salto em Altura, com 2m17, estabelecendo um novo recorde nacional Sub-23.

No Triplo Salto, o grande destaque vai para Nélson Évora que saltou 17m19, assumindo a liderança do Ranking Europeu da disciplina. Recorde-se que a última vez que o atleta passou os 17 metros em Pista Coberta foi em 2008, ano em que se sagrou Campeão Olímpico.

Tsanko Arnaudov estabeleceu um novo record pessoal, depois de ter terminado em primeiro no Lançamento do Peso, com 19m19. Nos 60 metros barreiras, João Almeida garantiu os mínimos para os Europeus de Atletismo de Pista Coberta, a realizar em Praga, na República Checa. O atleta registou 7,75 segundos (o mínimo estava fixado em 7,78 segundos) e venceu a final dos 60 metros barreiras.

João Almeida foi o segundo atleta português a garantir os mínimos este fim-de-semana, depois de Yazaldes Nascimento ter alcançado a marca nos 60 metros, no sábado.

No sector feminino, Marisa Vaz Carvalho venceu nos 60 metros barreiras, com 8m64. No Salto em Comprimento, Teresa Vaz Carvalho conquistou o primeiro lugar, com 6m29.

Assim, em femininos, o SL Benfica somou 76 pontos, alcançando o terceiro lugar do pódio, atrás do Sporting (109,5) e Juventude Vidigalense (77,5)." - Fonte: Site do SLB

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Moreirense vs Benfica ( Liga Portugal - 22ª Jornada )

Moreirense  1  *  3  Benfica
.
Árbitro: Jorge Ferreira / AF Braga )
Árbitros assistentes: Inácio Pereira * Jorge Oliveira
Árbitro ( 4.º ): Manuel Mota
Observador: Joel Amado
Delegados: Paulino Carvalho * Ruyi Silva
Transmissão: Sporttv1

Constituição das equipas:

Moreirense: Marafona; Pedro Coronas, Anilton, Danielson e Elízio; André Simões, Battaglia e Diogo Cunha; João Pedro, Alex e Arsénio.
Suplentes: André Moreira, Djibril, Leandro, J. Pedro, Patrick, Lucas Souza e Gerso.

Marcou: João Pedro, 35m

Benfica: Artur; Maxi, Luisão, Jardel e Eliseu; Salvio, André Almeida, Pizzi e Ola John; Lima e Jonas.
Suplentes: Paulo Lopes, Lisandro López, Derley, Cristante, Silvio, Talisca e Gonçalo Guedes.

Marcaram: Luisão, 52m, Luisão, 64m; Jonas 72 m

Um jogo com duas partes totalmente distintas. Na 1.ª parte um Benfica apático, jogando em repelões, não acertando nas marcações, parecendo algo ausente do próprio jogo, o que originou chegar ao intervalo a perder por 1-0

Após o intervalo tudo foi diferente. Um Benfica mais agressivo – no bom sentido – controlando totalmente a partida, ganhando de forma natural.

Outros golos ficaram por marcar, mas olhando ao jogo em si, penso que o resultado se ajusta.
Este já passou. Venha o Estoril, próximo adversário, em jogo a disputar no Estádio da Luz.

Os treinadores das duas equipas foram expulsos durante a 2.ª parte, após ter sido expulso, André Simões, jogador do Moreirense.
Os dois treinadores entraram em campo e, daí, talvez a expulsão que já referi.
.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Luisão - Eterno Capitão


"A verdadeira riqueza de um homem é o bem que ele faz ao seu semelhante." 
Mahatma Gandhi

No verão longínquo do ano de 2003, Ânderson Luís da Silva é contratado para a defesa do Benfica, orientado nessa altura pelo estimado técnico espanhol José António Camacho. A sua chegada coincidiu com uma nova fase do Benfica, o qual tem crescido, muito lentamente e de época para época, na luta pela hegemonia do futebol português!

Os primeiros tempos de Luisão com o nosso manto sagrado não corresponderam às minhas expectativas. Jogador alto, é certo, mas considerava-te lento e com pouca qualidade técnica. No entanto, o tempo foi ditando que no Benfica e na equipa titular é Luisão mais 10 jogadores! E com o tempo também, a braçadeira assentou arraiais no teu braço, e és o capitão que todos os jogadores em campo reconhecem, respeitam e ouvem!

Hoje, és o jogador que representa a mística do Benfica! Sempre são 12 anos a representar o campeão nacional…. E são 12 anos onde a tua voz de comando, a tua autoridade, o teu exemplo – Ruben Amorim já revelou que és o primeiro a chegar e o último a abandonar os treinos - o teu trabalho e esforço foram recompensados com o reconhecimento devido pelos teus pares e pela elevação a ídolo dos adeptos do Benfica! Mais, sinto que com a chegada de Jesus, tu refinas-te as tuas qualidades, os teus defeitos foram corrigidos e a tua inteligência futebolística tem sido decisiva e primordial para comandar a defesa menos batida da primeira liga!

E na presente época, caríssimo Luísão, eu vejo que as tuas capacidades como capitão e líder de homens tem roçado a perfeição! As palavras de incentivo ao nosso craque em potência – Gonçalo Guedes – são uma inspiração para os demais jovens que um dia desejam jogar ao teu lado! E agora as palavras dedicadas a um patinho feio do plantel – Jardel, cujas vozes autorizadas dizem ser um excelente profissional - só mostram que estás atento, que sabes incentivar o teu plantel e reconhecer os méritos de cada um dos teus soldados, empolgando-os e apoiando-os! Apenas me resta dizer: Bravo capitão, é assim mesmo!

Ah.... Luisão, acredita que se o nosso King Eusébio fosse hoje um jovem a iniciar o seu percurso glorioso no Benfica, olharia para ti e trataria-te por “Senhor Luisão!”. Partes do passado menos boas para mim estão definitivamente enterradas, nas quais incluem-se as ameaças de saída para obter um aumento salarial.

Hoje és tu a alma, o treinador em campo, o general do Benfica renascido e o nosso capitão eterno! Mesmo que pendures as botas num futuro talvez não muito distante, para mim grandioso capitão já fazes parte dos notáveis jogadores do nosso clube, ocupando um lugar de destaque entre os mitos e heróis do passado do Benfica!


Capitão, entramos agora no último terço da época! Carregas em ti todas as ambições e sonhos dos adeptos benfiquistas! A responsabilidade é enorme e pesada, mas temos plena consciência de que dentro de campo saberás corresponder e guiar o Benfica ao 34º título de campeão nacional! Confiamos em ti, capitão Luisão!

Viva ao Benfica
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...