quinta-feira, 7 de abril de 2016

Benfica: » Frentes não esquecidas e o desprezo total por ...

..................................................
Pelo fantástico jogo que fizemos em Munique, mormente na 2.ª parte, onde perdemos por 1-0, mas que, tivemos oportunidades que, com um pouco de sorte dariam para, pelo menos, empatar a partida, todos os benfiquistas têm o direito de sonhar. Queremos que na próxima 4.ª feira aconteça no Estádio da Luz uma noite à Benfica. Uma noite que faça lembrar outras noites e jornadas de glória em que a nossa águia voou pelos céus de Portugal e do mundo. Sonhar não é proibido. No entanto ...

No entanto, a nossa grande prioridade tem de ser o próximo jogo e esse é contra a Académica. Temos que ganhar. Todos temos essa consciência, e quando digo todos, refiro-me a todos os benfiquistas incluindo o Staf do Sport Lisboa e Benfica.

Ontem veio o " Cão de fila contratado", o homem das vinhas e vinhos, falar a voz do dono. "Disparou" destilando veneno e ódio, em todas as direcções, tendo sempre como alvo a atingir o nosso Benfica. Merece atenção? Não, não merece. Merece apenas DESPREZO total.  O Benfica no seu todo, incluindo direcção, equipa técnica e jogadores, devem sorrir das palavras de um TOLO que se propõe por dinheiro fazer uma figura, tão ridícula, triste e execrável, que se calhar, envergonha muita da família sportinguista.

A fé mora comigo. Está enraizada em meu coração. Acredito que vamos ser tri-campeões.
Se eliminamos o todo poderoso Bayern? Deixem-me sonhar ...
.

10 comentários:

  1. Zé do Arrebimba07/04/16, 10:51

    Lamento mas não concordo. Acho que não o devemos desprezar, nem o agricultor, nem o que disse o treinador do Barcelona do Lumiar a semana passada na CI depois do jogo com o Belenenses. O Rui Vitória só tem é de colocar as páginas dos jornais coladas no balneário, para motivar ainda mais a equipa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui Sérgio Guerra07/04/16, 22:23

      Um bom factor complementar de motivação, sem dúvida!

      Eliminar
  2. Termo "coacção aos árbitros", nas palavras do Otário Machado.
    Ninguém faz nada?

    ResponderEliminar
  3. Se "os deixarem" São bem capazes de ganhar ao Bayern!
    Mas em primeiro vamos tratar da Académica, no Sábado.
    EU ACREDITO!

    Viva o Benfica.

    ResponderEliminar
  4. então e o castigozito do "xilimane", está esquecido?
    disso não falam eles...
    se calhar fica para a próxima época, é que não dá muito jeito que seja ainda nesta...

    ResponderEliminar
  5. ELES TÊM SAUDADES DAQUELES TEMPOS:

    ""Anónimo
    07 abril, 2016 11:48

    O BENFICA FOI OBRIGADO A JOGAR PARA A TP COM O SETÚBAL NO DIA SEGUINTE À FINAL DOS CAMPEÕES EUROPEUS
    Facto: este jogo realizou-se no dia 31/05/1961, exatamente no dia seguinte ao Benfica conquistar a 1ª Taça dos Campeões Europeus frente ao Barcelona por 3-2 em Berna, Suiça.

    Facto: apesar da direção do Benfica, nomeadamente o presidente Vieira de Brito, ter feito diversos pedidos à Federação Portuguesa de Futebol e ao V. Setúbal para adiarem a 2º mão dos 8-avos da Taça, em diligências que duraram 1 mês (desde que se soube que o Benfica era o 1º clube Português na história do futebol a ir à final da competição de clubes mais importante), ambos recusaram o pedido do Benfica.

    Facto: o Benfica, por uma questão de honra, não faltou ao jogo mas foi obviamente obrigado a jogar com os suplentes que tinham ficado em Portugal uma vez que à hora do jogo da Taça, os agora Campeões Europeus (José Águas, Coluna e companhia) ainda não tinham chegado a Portugal.

    Facto: quando finalmente a equipa do Benfica chegou a Portugal, já o jogo da 2ª mão dos 8-avos da Taça de Portugal tinha acabado tendo o V.Setúbal ganho por 4-1 às reservas do Benfica e passando assim a eliminatória por 5-4. Sendo na altura o V.Setúbal uma equipa de divisão inferior, era claramente mais fraca e foi eliminada nos 4ºs de final pelo resultado agregado de 2-4 frente ao Sporting, apesar de ainda ter conceguido ganhar a 1ª mão por 1-0.

    Facto: nas meias-finais da Taça, o Porto eliminou o Sporting no total por 5-3 e ironicamente, depois de tudo o que fizeram ao Benfica quem acabou por ganhar a final por 2-0 ao Porto e levar a Taça de Portugal de 1961 para casa foi o Leixões.

    Facto: para a história fica também a falta de carácter dos adversários do Benfica que depois do tal jogo da Taça, no dia seguinte ao Benfica se tornar o 1º clube Português campeão da Europa, festejaram e gozaram dizendo: "o V,Setúbal ganhou ao campeão Europeu".

    Aqui fica portanto uma contribuição (com facto e não argumentos) para ajudar a combater este mito que se formou recentemente por parte de certas pessoas de que o Benfica era beneficiado no tempo da outra senhora.
    E AO SPORTING ACONTECEU O CONTRÁRIO.

    em 1955, as arbitrariedades federativas ultrapassaram todos os limites. Nesse ano, um FC Porto-Sporting foi adiado pela FPF, porque José Travassos, um dos melhores jogadores de sempre do Sporting, ficara retido em Madrid devido ao nevoeiro e não iria chegar a tempo ao jogo.
    Esta atitude de descarado proteccionismo, levou à revolta dos adeptos e dirigentes do FC Porto e, para além de ter sido ameaçado pela PIDE em pleno Estádio das Antas, o presidente Cesário Bonito foi irradiado pela FPF. Não satisfeita, a FPF suspendeu, por três anos, seis directores do FC Porto, que também não tinham calado a sua revolta.
    O escândalo assumiu tal proporção, que o ministro da Educação, Eng. Leite Pinto, percebendo que o caso poderia ter consequências políticas sérias, devido ao levantamento dos portuenses e ao apoio que teve por todo o lado (o embaixador americano escreveu para Washington, dizendo que havia ameaça de guerra civil), decidiu atender a contestação dos dirigentes do FC Porto.""

    ResponderEliminar
  6. Rui Sérgio Guerra07/04/16, 15:14

    Clap, clap, clap, amigo Ricardo!
    Nem mais, subscrevo-te as ideias e palavras!
    Desprezo absoluto, a "lixo podre e tóxico"!

    Deus é grande,... e "este cromo" talvez devesse ter algum laivo de inteligência e crença! Respeitemos a ordem natural da vida, ou se quisermos, a força da "selecção natural"!...

    Força BENFICA!
    Foco na Académica. Sábado vamos ganhar.

    Abraço Benfiquista,
    RSG

    ResponderEliminar
  7. Eu abria a cova e enterrava vivo esse lagarto porco do óctávio bêbado e mal cheiroso, que grande rastejante que doente não morre para deixar de dizer merda, que filho da mãe, mete-me nojo, tem ciume do Benfica mude de clube, mas não queremos no nosso clube gente porca e ordinária.

    ResponderEliminar
  8. O jogo mais importante é sem dúvida o jogo com a Académica que temos que ganhar. Com o Bayern pensaremos depois. É em Coimbra que tem de estar o foco dos jogadores do Benfica. Os adeptos vão ser muito importantes no apoio do principio ao fim que têm de dar ao nosso clube. Não desanimar se as coisas de principio não estiverem a correr bem. Com o nosso apoio o Benfica será imparável.

    Querendo, visite... http://aguiadeluz1982.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Através de comunicado emitido no seu site oficial, o Benfica reagiu às recentes declarações de Octávio Machado, nas quais o dirigente do Sporting referiu que João Capela já estaria reservado por parte do Conselho de Arbitragem da FPF para arbitrar o duelo entre águias e Académica.

    Leia o comunicado na íntegra:

    O tempo acelerou, e o futebol evoluiu, mas há quem teime em não perceber isso. Há quem tenha parado no tempo, agarrado a velhas táticas parolas e provincianas que marcaram uma época no futebol português, mas isso já foi há 20 anos.

    Insinuar é demagógico, lançar a suspeição de forma gratuita é abjeto. Para sermos respeitados, temos de saber respeitar.

    Octávio Machado questiona as opções do selecionador nacional, coloca em causa a competência e a independência da FPF e da Liga e, pior, lança de forma cobarde a suspeição sobre o árbitro João Capela, como lançará sobre cada um dos árbitros que até final do campeonato vierem a arbitrar jogos do SL Benfica.

    Mas, para sermos credíveis, temos de ser coerentes. Quando a difamação, a insinuação e o insulto passam a fazer parte da nossa pele e da nossa história de vida, o que dizemos deixa de ter sentido ou valor.

    Lembram-se do que Octávio Machado já disse de Jorge Nuno Pinto da Costa, de José Roquette e, já agora, de Bruno de Carvalho? Já disse tudo e o seu contrário. O seu curriculum a nível de declarações públicas é o retrato que melhor ilustra a sua credibilidade. Ou, melhor, a falta dela.

    O oportunismo da palavra é evidente, lança as mais torpes suspeições sobre quem quer que seja, se achar que disso pode tirar alguns dividendos.

    Lançar a suspeição sobre o carácter e a integridade dos árbitros portugueses revela pequenez de espírito, cobardia intelectual e, acima de tudo, uma gritante falta de ética e princípios.

    Uma coisa é certa, a aparente impunidade que este tipo de declarações tem merecido por parte dos órgãos jurisdicionais competentes não ajuda a credibilizar o futebol português.

    Não se tratou de um ato isolado, mas de uma prática repetida que, apesar de já ter sido denunciada, não mereceu até agora qualquer castigo por parte da Liga ou da FPF. E esta aparente inércia tem-se revelado um convite à repetição deste tipo de práticas que só ajudam os medíocres.

    E, sim, Octávio Machado tem razão num ponto. Há uma grande diferença entre João Mário, Adrien Silva e Renato Sanches.

    É que Renato Sanches tem, no SL Benfica, dirigentes que sabem respeitar o valor de todos os jovens talentos portugueses, sejam eles de que clube forem. No Benfica, respeitamos e valorizamos o contributo de João Mário e Adrien Silva na seleção nacional, pelos vistos Renato Sanches não conta com esse mesmo reconhecimento por parte dos dirigentes do Sporting Clube de Portugal.

    ResponderEliminar

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...