sábado, 30 de maio de 2015

BENFICA :- CONTRA CORRENTES E AGONIAS...

Terminou a época 2014/2015 para o Benfica. Conquistaram-se três troféus dos quatro em disputa. Supertaça, Campeonato, Taça da Liga. Seguem-se as férias, as saídas poucas e as entradas muitas ( para os jornais…).

Segue-se também, embora compreendam, alguns fins-de-semana de autêntico tédio, mal estar, difíceis de passar. É que fim-de-semana sem Benfica não é fim de semana. Isto para quem gosta do Benfica , que são milhões, e para quem o odeia, que são alguns milhares.

Sai Jorge Jesus, ola John, Maxi Pereira, Gaitán, os mais mediáticos para os jornalistas. Já todos devem ter contratos alinhavados, apalavrados, sei lá que mais. Talvez até já tenham férias marcadas para a Rússia, Médio Oriente, Turquia, Inglaterra, regressos a Espanha, entre outros destinos adivinhados e destinados pelos jornalistas desta praça.

Com a saída de jogadores importantes na manobra da equipa - final da última época -, temeram alguns, regozijaram-se muitos outros ( a Norte do País), como se, sobre o Benfica, tivesse caído a maior hecatombe da natureza, da qual, a equipa não conseguiria jamais sair. Eram tempestades anunciadas, ventos fortes, tragédias sicilianas.

Chegou o velho Júlio César que vinha simplesmente apanhar banhos de sol, gozar férias, Talisca que ninguém conhecia mas que de repente até o Especial One ( Mourinho) já trazia debaixo de olho (sic), o velhote Jonas que o Valência não queria, Eliseu outro velho, faziam-se adaptações, Ola John  não rendia, Sílvio com lesão de longa duração, ou seja, o Benfica iria certamente estar muito próximo da descida de divisão, entre outras parvidades.

A verdade é que Jorge Jesus, mais calado que em outras épocas, preparou o exército benfiquista, em formação de quatro frentes – qual estudioso da batalha de Aljubarrota – equipando os seus guerreiros com armadura inflexível, nervos de aço, vontade de vencer indomável, fazendo de um grupo /exército medíocre – para os jornalistas e analistas derrotistas – um autêntico muro de betão, onde as equipas adversárias esbarravam e caiam por terra, cansadas e derrotadas.

Sempre foi dito que o grande objectivo do Benfica era o Bi-campeonato. Não se enganou ninguém. Com uma liga dos campeões menos conseguida, voltaram as criticas sabujas e conversas de café para não as conotar de péssimo mal-dizer, como se tudo tivesse ali acabado. 
O Porto era o maior, grandes jogadores, ia ganhar a Champions League, o campeonato era - para eles - um mero passeio,  não passando o Benfica, de um simples servo a nível nacional, dessa grande potência futebolística. 
Só faltava o jarro com água e uma toalha, para que os jogadores do Glorioso, fossem lavar os pés dos amos de azul e branco. A tudo isto a equipa resistiu. Ventos e marés assolavam – na escrita dos jornalistas – contra a capacidade ganhadora da nossa equipa. 

Esqueceram-se que existem barcos que mesmo de estrutura mais fraca, na opinião de alguns, conseguem por vezes grandes e vitoriosas epopeias, qual grito de vitória, saído da garganta dos mais fortes e afoites. Contra esses ventos e essas negras marés, lutaram os nossos briosos jogadores, equipa técnica e direcção, sócios, simpatizantes, adeptos.

Como a equipa não cedia perante as avalanches mais sombrias, eis que, surgem os catedráticos da sapiência, quais hienas traiçoeiras e carnívoras, a falar de arbitragens adversas para si, e bondosas para o Benfica. Mantos Protectores, Colinhos, ameaças de murros, pagamentos a bruxos, entre outras parvoíces congéneres. Imagino que até rezas, maus-olhados, mezinhas feitas com alhos e bugalhos – bruxo de Fafe – tudo se fez para travar o caminho do glorioso Sport Lisboa e Benfica.

De tudo o que se disse, dois factores são verdadeiros. O Manto Protector e o Colinho. Basta olhar para trás e ver como o Estádio da Luz – bem como em todos os Estádios onde jogava o Benfica -  em cada jogo, se cobria de um Manto Vermelho, qual grito sonoro, no esvoaçar da nossa águia, que nas suas voltas em redor do interior do Estádio, através das câmaras de Tv, que a acompanhavam, mostrava ao MUNDO, esse manto protector, qual colinho dos fiéis adeptos e sócios, que estiveram – e vão estar sempre, podem contar com isso – com a equipa, apoiando, incentivando, puxando para cima, mesmo quando as coisas não estavam a correr como se desejava.

E assim, contra esses ventos e marés, estertores correntes de mal-dizer, conquistou o Benfica três dos quatro troféus em disputa. Quanto à super equipa de que já falei, limitou-se a ver via tv as imagens do nosso sucesso. Contra a competência nada há a fazer.
Silenciem-se os canhões ímpios e aplauda-se quem merece, e quem merece, todos os aplausos do mundo, é o SPORT  LISBOA E BENFICA

VIVA O BENFICA SEMPRE
...........

11 comentários:

  1. Li com muita atenção e calma: E, APLAUDO-TE de pé, pelo soberbo artigo que aqui nos apresentas... factos verdadeiros...Obrigada Ricardo

    PARABÉNS AO BENFICA E AOS BENFIQUISTAS !!!

    ResponderEliminar
  2. Eh pahhh..... os colaboradores deste blogue andam inspirados! Mais um excelente e fabuloso artigo de opinião!

    Bom fim de semana e que o defeso passe num instante para que logo, logo tenhamos o nosso Benfica a alegrar-nos e a entusiasmar a sua massa adepta!

    Viva ao Benfica!

    Benfica sempre, sempre Benfica!

    ResponderEliminar
  3. Muita dedicação....amor à camisola...o manto sagrado que foi um grande protector...muito, muito colinho dado por todos os adeptos...muito apoio dado por aqueles que enchiam estádios, e gritavam até ficarem sem voz...E muita fé!! É isto o nosso Benfica.

    Dou os parabéns ao autor do artigo, que descreveu tão bem o sentimento de uma época inteira! Que começou com muitas duvidas e terminou da melhor maneira.

    PARABÉNS BI'CAMPEÕES- Até à proxima.

    ResponderEliminar
  4. Em primeiro lugar desde a 4ª jornada!!!!
    Qual colinho qual manto qual carapuça!!
    Qualidade, trabalho, dedicação E OS MELHORES ADEPTOS DO MUNDO, este é o segredo.
    Excelente texto, parabéns
    BENFICA SEMPRE

    ResponderEliminar
  5. Àqueles que da Lei da morte se vão Libertando...
    O colinho comprovou-se com mais um Estádio que só enche com a presença do Glorioso S.L.B.
    Quanto ao manto...é, sempre foi e sempre será o MANTO SAGRADO...dos Verdadeiros Campeões!!
    Tudo o resto...é isso mesmo...com tanto veneno, um dia irão sufocar!!
    Parabéns pelo artigo

    ResponderEliminar
  6. Fabuloso texto, parabéns. Concordo com tudo na íntegra

    Está a adiantar a RTP1:

    Nani no Benfica pode ser chave para Gaitán rumar ao Manchester
    Luís Baila - RTP
    30 Mai, 2015, 14:13 / atualizado em 30 Mai, 2015, 14:13

    Nani pode fazer a próxima época de águia ao peito. O internacional português não vai continuar em Alvalade. E pode ser a solução para a caso de Gaitán rumar ao Manchester United.
    .....................
    Seria uma boa ideia a vinda do Nani?


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixemos o NANI sossegado no Manster Unaid ou no Çeportém...não carecemos dele...

      Eliminar
  7. Excelente texto fascinante,depois de uma epoca gloriosa um texto desta natureza fecha a epoca em beleza,boas ferias rapazes e que venham mais Taliscas.Viva o Benfica.

    ResponderEliminar
  8. ÚLTIMA HORA:

    BASQUETEBOL

    Benfica derrota V. Guimarães e sagra-se tetracampeão nacional

    O Benfica sagrou-se, este sábado, tetracampeão nacional de basquetebol, ao somar novo triunfo sobre o V. Guimarães no terceiro jogo da final do «play-off».

    Depois de duas vitórias no pavilhão da Luz (por 75-67e 77-69), os encarnados venceram agora em Guimarães por 71-63 e fecharam a final só com triunfos.

    É o 26.º título nacional dos encarnados, que encerram assim a época da melhor forma, tendo conquistado todos os troféus que houve em disputa.
    ........................
    PARABÉNS CAMPEÕES....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parabéns Benfica. Parabéns jogadores e treinador. Tetracampeoes. É obra!
      Viva o Benfica!

      Eliminar
  9. Grande artigo companheiro!
    Concordo na integra com tudo o que escreveste.
    Para o ano continuaremos com o NOSSO MANTO PROTETOR, O NOSSO COLINHO E O NOSSO INFINDAVEL AMOR! São assim os BENFIQUISTAS.
    Abraço enorme.

    ResponderEliminar

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...