terça-feira, 14 de agosto de 2012

Querem Guerra? ( II )



O meu texto anterior vinha ‘armadilhado’ (eu disse que tinha curso de sapadores), mas muito transparentemente: no ‘post scriptum’ eu alertei para o facto de que todo o qualquer comentário que lhe fizessem só poderia dar-me razão.

Mas eu nunca podia imaginar que um Companheiro (o XPTO) me fosse agraciar com uma tão perfeita demonstração do que eu pretendia provar. 
Vale a pena reler, na integra, o seu comentário (o sublinhado é da minha autoria): 

Não consigo entender como é que seres humanos não criticam a acção do Luisão que com aquilo que fez envergonhou-nos a todos? 
Não consigo compreender como apoiam tanto Luís Filipe Vieira quando compra jogadores para a frente de ataque aos montes e não compra um defesa esquerdo que é o sector onde estamos mais carenciados? 
Não consigo entender como é que um presidente, ao que hoje vem escrito, dá 7 milhões por um defesa esquerdo, a ser verdade essa noticia, quando não dá 5 milhões pelo Rojo ou 2 milhões pelo Eliseu, sendo este Português? 
Não consigo compreender como se apoia um presidente que nos últimos 10 anos ganhou 2 ou 3 campeonatos, gastando 
rios de dinheiro em Flops? 
Não consigo entender como se apoia um presidente que perante este caso vergonhoso não aparece a dar apoio ao Luisão ou até, porque não, a criticar o que fez? 
Não consigo entender como se apoia um presidente que não vem defender o Benfica contra tudo o que se tem escrito pelos alemães e pelo árbitro do jogo? 
Tudo o que é servilismo cheira a compadrio e cheira mal.” 

Evidentemente, não estão em causa as opiniões que o Autor do comentário connosco compartilhou, nem a eventual perturbação gerada pela dramática paixão que a sua escrita nos revela. Muito menos, ainda, pretendo de algum modo ‘medir’ e/ou colocar em causa o evidente (para mim) Benfiquismo de quem assim se revelou.
Também não sou psicólogo, pelo que não esperem que eu vá tentar rebuscar interpretações especulativas para explicitar este fenómeno que se vai generalizando entre tantos Companheiros e Companheiras, tantos dos quais se desfazem em apelos (alguns quase lancinantes) para que alguém no Clube (para muitos, nem teria de ser pela voz do Presidente) venha a terreiro “responder” a alguns (resta saber a quais, porque a todos seria humanamente impossível) dos “ataques” de que o Glorioso vai sendo alvo sistemático.

Nem sequer ‘guerrilha’, quanto mais ‘guerra’.

O Enorme Carlos Alberto, numa tentativa desesperada, ainda ‘pediu’ que, ao menos, fossemos capazes de apoiar quem Nos dirige nalgumas táticas de ‘guerrilha’ (e invocava o exemplo da ‘Resistance” francesa contra a ocupação nazi), mas tenho a certeza que o conjunto de comentários que aqui leu, culminados pelo que aqui reproduzi, já o convenceram do pagode chinês que tais ações provocariam entre os Benfiquistas.
Não vale a pena tapar o sol com uma peneira, Companheiros(as): a Democracia que Nos caracteriza inviabiliza qualquer forma de ‘unidade’ e/ou de ‘disciplina’, condições sem as quais nenhuma Direção minimamente responsável pode equacionar estratégias de ‘confronto aberto’ contra os inimigos do Benfica !

Se o Presidente falar, será engolido porque falou, pelo que disser, pelo que não disser e pela forma como disse e não disse. Se o Presidente não falar, será triturado por isso mesmo. Se o Presidente mandar alguém falar, as alternativas ainda são mais, pelo que a ‘unidade’ ainda será mais inviável.  Pior ainda e porque a mérdia já aprendeu a ‘cavalgar’ alguns blogues Benfiquistas, qualquer ação pública da Direção ainda mais contribui para alimentar o ‘remoinho’ anti Benfiquista.   Não há volta a dar-lhe e apenas sobram as vitórias (como exemplo dou as que a Direção conseguiu contra os ‘golfistas’ do ladrão e da pedreira ou contra o inopinado regulamento contra os empréstimos) que se conseguirem nos constantes confrontos do tipo “Guerra Fria” a que vamos assistindo por todo o fenómeno desportivo nacional e conviria que os Benfiquistas se recordassem que, neste quadro de ‘confronto latente’ são determinantes os ‘arsenais bélicos’ que os contendores conseguirem demonstrar possuir. Compreenderam?

Conclusão.

Não! Não há ‘exército’ nenhum! Nunca haverá exército nenhum! Nunca os Benfiquistas se uniram ‘contra’ o que quer que fosse, ou quem quer que fosse (nem quando o Benfica esteve na vertigem de um inexorável desaparecimento a unidade foi possível)!  Nunca um Presidente do Benfica conseguirá ser o Presidente de todos os Benfiquistas, se se apresentar ‘contra’ alguma coisa ou alguém!
A unidade entre os Benfiquistas só é possível de construir ‘em favor’, ou ‘em torno’ de alguma coisa e essa ‘coisa’ só pode ser a Mística Benfiquista e os Nossos Valores fundamentais e fundacionais (Universalismo, Democracia, Desportivismo, etc.).

A desunião entre os Benfiquistas (não estou a referir-me ao anti Vieirismo, que considero algo diferente), erradica na ausência de Mística; na omissão da ‘Raça, Querer e Ambição’ que vencem o medo (por vezes chega a parecer verdadeiro pânico) que, na minha humilde opinião, gera todos os sentimentos que se revelam nos mais diversos apelos ‘belicistas’.
Medo! Sim, medo! Medo de ter de assistir a mais olarapiadas e medo, ou verdadeiro pavor, de ver a Equipa não ser Campeã nesta época!

Esse medo, ou essa quebra de Mística Benfiquista, talvez me venham a sugerir um novo texto. Veremos …
Afirmações do Enorme António Melo.

Este texto já vai demasiado longo, mas disseram-me que o Companheiro António Melo, um Benfiquista dos Melhores (que ninguém ponha isso em dúvida), produziu algumas afirmações verdadeiramente exemplares de tudo o que eu venho criticando, pelo que não quero perder mais esta oportunidade.
Ele terá dito algo como que o Clube tem de vender passes de Atletas no valor mínimo de 40ME por ano, só para evitar roturas de tesouraria e esta afirmação é tão ridiculamente falsa e reveladora de uma total ignorância sobre ‘contas’, que bastam os próprios factos para as desmentir.
Ao que me disseram, ele também agitou o ‘fantasma do lagarto DSO que é o centro do poder da SAD’ e, mesmo sem por em causa o profissionalismo do Nosso Administrador, ameaçou com os riscos decorrentes de uma futura saída desse profissional, pelo imenso volume de informação de que ele dispõe.

Irritam-me, solenemente, estes típicos ‘portugas’!  

Pessoas que, mesmo sem más intenções (?), entendem que podem opinar sobre qualquer tema, por mais que sejam absolutos ignorantes (o António sabe tanto sobre estes temas como eu, completo ignorante, sei de representação e/ou encenação) e, sobretudo, quando estas pessoas sabem que são lideres de opinião.
Se este Companheiro conhecesse, ainda que ao de leve, as obrigações éticas e jurídico-legais a que um CFO está sujeito, seguramente não alinhava tal calibre de bacorada. Se ele conhecesse (e devia conhecer) o Dr. DSO, saberia que seria incorreção bastante chamar-lhe ‘lagarto’ (quando ele é um Sportinguista) e que admitir a hipótese de o ver a ‘usar indevidamente’ as informações que adquiriu no seu exercício profissional, constitui uma afronta (pela qual pode, eventualmente, ser responsabilizado em Juízo) do mesmo calibre do que se eu o acusasse de ser andrade.

Viva o Benfica (PORRA) !
***/***
Escrito por: José Albuquerque

16 comentários:

  1. O Benfica tem de vender todos os anos. O R&C de Janeiro provavelmente já vira com falência técnica, e se o Benfica não vender agora então vai ser giro. Onde e que o Benfica vãi buscar os perto de 100 milhões de euros que tem de pagar até Abril se não me engano? Se não vender, das duas uma, ou vende os direitos televisivos e antecipa receitas o que me parece errado, ou faz novo empréstimo para pagar os que vencem, sabendo nos a taxa de juro que se praticam actualmente...

    Quanto a mística, mística e um Benfica vencedor, e que quando perde respeita os adversários. Não e apagoes e agressões a adversarios

    ResponderEliminar
  2. Onde se lê Janeiro substituir por primeiro semestre, onde se lê agressões a adversário substituir por agressões a árbitros.

    ResponderEliminar
  3. 71460_5/8

    Mais uma vez, acertaste em cheio ;)

    Acho curioso a noção que o Benfica tem de vender e fazer 40M ou seja lá o que for. Aliás num suplemento do CM sobre o próximo campeonato o Porto e o Benfica estão obrigados a vender (a propósito do Hulk e Witsel) mas imagine-se que nada é dito sobre o Sporting que está muito pior. Ora para o Benfica estar obrigado a vender (antes dizia-se que para comprar tinha de vender primeiro) o Sporting nunca na vida podia ter gasto mais de 8M em jogadores e tinha de ter vendido o Wolkswinkel e outros que tenham algum valor no mercado. Já alguém se lembrou que o Benfica só devido a LC recebeu o ano passado mais de 20M e este ano já terá uns 10M garantidos... ou isso não interessa referir?

    ResponderEliminar
  4. Resende

    Ainda a polémica Luisão

    Dizem que o árbitro não largou o cartão MAS É MENTIRA. Vejam com olhos de ver que o cartão sai da mão do árbitro
    Temos de ser sérios

    ResponderEliminar
  5. Resende

    AQUI: http://www.youtube.com/watch?v=Y9g5bUuuzzo

    ResponderEliminar
  6. BT26

    Enorme texto do Enorme José Albuquerque.

    Quando entrei para o blog JJD, fiz aquilo a que chamei de trilogia cientifica. E salvo erro, o meu primeiro texto foi precisamente sobre entropia (uma cena da Física), em que disse (cientificamente) que um dos problemas do Benfica era exactamente o seu tamanho (é impossível conseguirmos remarmos todos para o mesmo lado, cada um acaba por remar para o seu lado).

    Em contraste com os corruptos, que devido ao seu tamanho (pequeno), não precisam de grandes esforços para que todos digam o mesmo, e mesmo quando as coisas andam mal, lá vem a milícia deles dar porrada num jogador ou treinador para ele fazer o que a direcção quer...

    Em relação a esta polémica do arbitro (não para mim não é polémica do Luisão), é tudo uma fantochada... E ainda dizem que isto só vai lá com árbitros estrangeiros, isto está tudo minado por eles, e esse é o único "mérito" daquele bando de corruptos. Não quero dizer com isto que a atitude do Luisão não seja condenável, mas não é condenável por quem tem incendiários de estádios alheios e muito menos porque quem tem como politica jogar golf num estádio de futebol.

    ResponderEliminar
  7. Peço imensa desculpa mas é o próprio Intensedebate quem anda em "obras" e substitui a caixa de comentário.
    Não sei como impedir isso

    Será que aqui alguém sabe que me possa ajudar???

    ResponderEliminar
  8. Oh Resende tá bem pronto, leva lá a bicicleta.

    ResponderEliminar
  9. Como é que o presidente do benfica pode vir falar se está 45 dias castigado?

    ResponderEliminar
  10. Já se sabe que todas as acções feitas pelos nossos são sempre empolados.
    Com os árbitros então, nem se fala.
    Assim sendo, a abordagem aos árbitros têm de ser sempre com muito cuidado.
    Se eu mandasse no Benfica, PROIBIA que qualquer jogador do Benfica se dirigisse aos árbitros, NEM QUE TIVESSE TONELADAS DE RAZÃO!!!

    Algum árbitro volta com a sua decisão atrás, só porque se proteste? Não!!!
    Só o enfurece mais e só nos prejudica ainda mais nos minutos seguintes.

    ResponderEliminar
  11. Este post esta divinal!! Eu sempre tive a ideia de que quando se utiliza a questao da Democracia para argumentar e contra-argumentar os assuntos mais importantes da actualidade do Benfica, utiliza-se de ma fe. Note-se na Historia: Quando os colonos europeus chegaram a Africa a primeira preocupacao foi criar as fronteiras dos futuros paises de forma a dividir as maiores tribos. Quando os Estados Unidos e a Nato foram com a suposta intencao de presentear os povos iraquiano e libio com a democracia deixaram esses mesmos povos divididos numa anarquia incapaz de serem funcionais. O erro esta em considerar-se a Democracia como um sistema politico quando devia de se considerar como estado de espirito ou modo de vida. Nos nao estamos ainda preparados para sermos seres democraticos. Utilizam essa "ladainha" da Democracia para nos enfraquecer. RADIO BENFICA

    ResponderEliminar
  12. Johnny Rook14/08/12, 12:03

    Oh Resende! Vai à casinha de banho, vais?

    A ser verdade que o Luisão lhe deu um encontrão com a força que a queda sugere, OS CARTÕES TINHAM LOGO VOADO DA MÃOZINHA DA LIBELINHA NO MOMENTO DO IMPACTO! Percebeste? Já vieste da casinha de banho? Já?

    ResponderEliminar
  13. A maior virtude do Benfica é também o seu maior defeito: a democracia!

    Num clube democrático como o Benfica, cujo direito de expressão deve ser livre e respeitado - não confundir com ameaças, insultos, coacção e ofensas - nunca havera unanimismo! As opiniões serão sempre dispares, diversas, contraditórias e só temos que respeitar, concordando ou discordando!

    Agora o que não pode acontecer e usar a virtude da democracia no Benfica para expor a sua opinião, para depois gozar e humilhar quem tem opiniões diferentes das suas, e censurando as opiniões divergentes!

    Isto e faltar ao respeito a quem ama o Benfica, e não podem pedir ao clube respeito pela instituição quando eles próprios não cumprem um dos deveres fundamentais do Benfica: o dever de respeito e civismo entre benfiquistas!

    Esquecendo-se o dever de respeito, então o Benfica fica entregue as feras e ficamos mais perto da anarquia, ou da ditadura - que outros apelidam de estrutura forte e vencedora.

    todos os benfiquistas tem uma ideia unânime: verem o Benfica campeão! Mas quanto ao caminho para la chegar, todos temos caminhos diferentes e opiniões divergentes para alcançar o sucesso,pq cada um de nós tem uma ideia diferente do que é o seu benfica, excepto numa coisa: Benfica campeão!

    ResponderEliminar
  14. Só uma nota. Concordo totalmente com a opinião do José Albuquerque (JA) sobre o António Melo. Embora goste dele, acho que mete a foice em seara alheia, o que é ainda mais grave dada a insinuação, e a crença generalizada entre benfiquistas, que tem informações privilegiadas. Não tem! E a melhor prova é o conjunto de asneiras, muito bem descritas e desmontadas pelo grande JA. As suas afirmações sobre o DSO são de uma ignorância e indigência a roçar o ridículo!

    Outra asneira foi falar no tal "bufo", como se ele ainda lá estivesse, quando esse tipo já deixou de trabalhar para o Benfica bastante tempo!

    Os benfiquistas deviam, especialmente aqueles com mais responsabilidades, pensar um pouco antes de falar. Falar sem saber, apenas porque se tem a "impressão" de qualquer coisa, apenas divide os benfiquistas. E a divisão é o primeiro passo, um passo seguro, para a derrota, como toda a gente já deve, ou devia, saber.

    Já repararam que toda a estratégia dos antis ao longo dos anos, sejam eles externos, sejam eles internos, é na tentativa de DIVIDIR o Benfica? Dividir os seus adeptos, colocá-los uns contra os outros? E têm conseguido, não acham? O que chamam àquilo que está a acontecer neste momento?

    Quando não existe Mística, eu prefiro chamar-lhe EMPATIA, entre adeptos, entre adeptos e representantes do clube, jogadores, treinadores, directores, o clube não consegue nem nunca conseguirá vencer.

    EMPATIA, "that´s the name of the game!"!

    ResponderEliminar
  15. Companheiro José Albuquerque partilho cada uma das suas palavras. Sobre o medo, a explicação mais lógica parece-me ser o imenso amor que as pessoas têm pelo clube aliado à falta de confiança que advém de não se ganhar. As vitórias trazem auto-estima e confiança. Por isso é que este período é crítico, é que eu, ainda que estando a não ganhar o que queria, acredito que este é o rumo que nos vai levar às vitórias.
    Viva o Benfica|

    ResponderEliminar
  16. BOA NOITE BENFIQUISTAS....
    ....PÁGINA REMODELADA?? ATÉ QUE ESTÁ GIRA..
    SÓ ENTREI PARA SAUDAR ESTES MARAVILHOS BE BENFIQUISTAS.....

    ATÉ SÁBADO... E VIVA O BENFICA
    ... BEIJINHO GLORIOSO...

    CIDÁLIA FERREIRA

    ResponderEliminar

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...