domingo, 5 de fevereiro de 2012

BENFICA - MARÍTIMO -TAÇA DA LIGA


Benfica 3 * 0 Maritimo
.
Data: 05FEV2012
Hora: 20:30
Local Estádio da Luz - Lisboa
Árbitro: Artur Soares Dias ( A.F.Porto )
Árbitros Assistentes: Rui Licínio * João Silva
Árbitro (4.º): Pedro Vilaça

Transmissão: SIC

Constituição das equipas:

BENFICA: Eduardo; Maxi Pereira, Jardel, Garay e Capdevila; Javi Garcia; Gaitán, Pablo Aimar e Nolito; Saviola e Nélson Oliveira.
SUPLENTES: Mika, Cardozo, Bruno César, Yannick Djaló, Rodrigo, Miguel Vítor e Axel Witsel.

- 67m sai Saviola e entra Rodrigo
- 82 m, sai Gatán e entra Yannick Djaló
- 85m, sai Nelson Oliveira e entra Óscar Cardozo

Marcaram: Nelson Oliveira, 13 m; Rodrigo 74m, 81m

MARÍTIMO: Salin; Briguel, João Guilherme, Roberge e Luís Olim; João Luiz, Roberto e Rafael; Danilo Pouga e Sami.
SUPLENTES: Peçanha, Igor Rossi, Heldon, João Diogo, Fidelis, Fábio Felício e Bena.

Danilo Pouga foi expulso aos 57 minutos por agressão com o cotovelo ao Javi Garcia.

Espectadores: 19 594

Uma 1.ª parte um tanto ou quanto confusa. Com o Marítimo a precisar de ganhar era natural que explorasse o contra ataque.
Talvez sabedor disso, Jorge Jesus, montou a equipa de forma a dar alguma liberdade de jogo ao Marítimo, não lhe dando assim, a hipótese de jogarem como tanto gostam. Mesmo assim, num descuido do Benfica, Sami quase marca logo no inicio do jogo. Valeu-nos a saída corajosa de Eduardo que defendendo com categoria, evitou o golo.
Nolito teve uma oportunidade flagrante de marcar, atirando contra Salin, guarda-redes do Marítimo. Igualou-se as oportunidades criadas e falhadas.
Aos 13 minutos Nelson Oliveira desmarca-se muito bem, controla a bola e à saída do Salin atira a contar.
O Marítimo teve alguma posse de bola a nível de meio-campo onde se notou e bem a ausência do Witsel. Por norma esse jogador actua como complemento do Javi Garcia, notando-.se que hoje, este, não tinha essa ajuda, pois Aimar não tem essas características.
Gaitán parece-me muito longe daquilo que já mostrou com a camisola do Glorioso. Muitos passes falhados, algumas perdas de bola, em que uma delas foi criado grande perigo para a nossa baliza, embora se tenha redimido e vindo ajudar na defesa.

Uma 2.ª parte brilhante por parte do Benfica. Deu para tudo. Para marcar e falhar golos de forma que direi, escandalosa.
Nolito e Nelson Oliveira com colegas, Saviola e Cardozo, respectivamente, a seu lado preferiram rematar quando podiam e deveriam passar aos seus colegas que estavam muito mais bem colocados. Isto é apenas um reparo.
Aos 57 minutos Danilo Pouga foi expulso. Entrou com o braço direito sobre a cara do Javi Garcia. Podia não haver intenção de agressão, mas a verdade é que estes lances são muito perigosos e já vimos o dito Javi Garcia, bem como Ocar Cardozo, serem expulsos por lances semelhantes.
O Benfica está numa de vestir o fato macaco, recuperando a bola num ápice, com classe, onde a entreajuda entre todos é bem o espelho do que é o Benfica actual. Uma equipa moderna, de nível Mundial, simplesmente fantástica, que joga com alegria, com os olhos na baliza adversária, que encanta quem gosta de futebol.

Saúdo a entrada de Yannick Djaló aos 82 minutos a substituir Nicolás Gaitán. Acredito neste jogador. Penso que vai ter sucesso de águia ao peito. De realçar que se encontrava há 161 dias sem competir.

Ganhámos bem, com categoria, personalidade e competência

VIVA O BENFICA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...