terça-feira, 22 de novembro de 2011

M.UNITED = BENFICA : GRUPO C - CHAMPIONS LEAGUE

M. United 2 * 2 SL Benfica
.
Data: 22-11-2011
Hora: 19H45
Local: Old Trafford - Londres - Inglaterra
Árbitro: Cuneyt Cakir ( Hungria )
Árbitros Assistentes: Bahattin Duran, e Tarik Ougun (Hungria)
Árbitro (4.º): Huseyin Goçek (Hungria)

Transmissão: RTP1 e Sporttv1

Equipas:

M. UNITED: De Gea; Fabio, Phil Jones, Ferdinan e Evra; Valencia, Carrick, Fletcher e Nani; Young e Berbatov.

Suplentes: Lindegaard, Smalling, Rafael, Giggs, Park, Gibson e Hernández

Marcaram: Dimitray Berbatov, 30m; Fletcher 59m

BENFICA Artur; Maxi Pereira, Luisão, Garay e Emersono; Javi Garcia e Witsel; Gaitán, Pablo Aimar e Bruno César; Rodrigo.

Suplentes: Eduardo, Miguel Vítor, Ruben Amorim, Matic, Cardozo e Nélson Oliveira

Marcaram: Jones (própria baliza), 3 m; Aimar 61m

Uma 1,ª parte com várias fases distintas. O Benfica entrou muito forte no jogo, pressionante, daí resultando o auto-golo de Jones. Durante mais cerca de 20 minutos, controlou o jogo, não dando qualquer hipótese ao M. United.
A dada altura, numa ligeira desconcentração da nossa defesa, fez com que, Berbatov, marcasse o golo do empate, parece-me que em fora de jogo.
O Benfica sentiu o golo. Na transição defesa, meio-campo, ataque, começou a falhar muitos passes no ultimo terço do terreno, bem como, a não controlar a posse da bola, perdendo-a com alguma facilidade.
Mesmo assim, teve mais uma oportunidade flagrante de golo, defendendo De Gea com alguma dificuldade, para a sua frente, tendo por felicidade, que não se encontrava ali nenhum jogador do Benfica, para fazer a recarga.

Uma 2.º parte de muito querer e sofrimento. Lesionou-se Luisão e temeu-se que a equipa se desconcentrasse. Entrou para o seu lugar Miguel Vitor que fez um jogão.
Mais uma vez sofremos um golo - o 2.º do Manchester - numa desconcentração da defesa. A substituição havia ocorrido à poucos minutos.
Mas o Benfica, mostrando toda a sua categoria, personalidade, e rigor tático, reagiu e dois minutos depois, através de Aimar, empata o jogo 2-2, resultado final da partida.
A partir daí o Manchester não mais conseguiu entrar na defesa do Benfica. Fez dois ou três remates que o nosso fabuloso guarda-redes, Artur Moraes, defendeu com categoria.
O Manchester antes de marcar o 2.º golo havia tido uma oportunidade defendida magistralmente pelo Artur.
A partir do empate a grande oportunidade de marcar foi do Benfica.
Rodrigo com a bola dominada no seu pé esquerdo, deriva para a esquerda, remata e quase marca. Só não saltei porque já estava de pé, como estive durante todo o encontro. O sofá descansou.

O Benfica, conquistou assim, de forma brilhante, a qualificação aconteça o que acontecer na próxima jornada.
As entradas de Rúben Amorim e Matic foram excepcionais. Foram assim como um cubo de gelo no jogo. Arrefeceram e de que maneira os ânimos do Manchester.
Exibição de luta, enorme sacrifício, segurando a bola, lutando até à exaustão, como aliás, foi secundado por todos os jogadores do Glorioso
Só eu e Deus sabemos o ORGULHO que sinto em ser BENFIQUISTA

ESTOU MUITO FELIZ E SUPER EMOCIONADO

Viva o Benfica. Vivam os benfiquistas

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...