quinta-feira, 14 de julho de 2011

Porkistas:- Nas acções, os vermes da sociedade.

Sei que os moralistas são todos aqueles que se julgam ser. Não tenho essa pretensão. Mas como ser humano e que até costumo caminhar pelos campos, mete-me uma certa impressão quando paro para estudar a forma de vivência de certos animais.
Existe no homem uma vontade interior de imitar certos animais. Eu gostava de voar como uma águia.
Existem outros que gostariam de ser outra coisa. Existe ainda quem embora queira imitar seja que animal for, não necessita de se preocupar, porque a sua génese já o encaminha no sentido de o ser por natureza, não tendo direito a pensar, ser seja o que for.
Reparo assim que onde chega um "porco", o falso, não o verdadeiro, animal simpático, normalmente bem rodeado de iguais, arrasam tudo o que encontram sem olhar a meios. É um animal que afocinha sobre a terra na procura dos seus irmãos vermes para que em conjunto seja seja(m) a podridão da sociedade.
No campo desportivo existe no mundo uma palavra: Respeito. Em Portugal existe uma palavra que por incrivel que pareça substitui essa. Refiro-me à palavra: "Porco".
A única diferença é que fala e anda em duas patas. No comportamento intelectual envergonha a sociedade em que se insere, e até o comportamento do verdadeiro porco, animal obediente e simpático.
Para animais desta estirpe não existe a palavra respeito. Os vermes não sabem o que isso é. Actuam pela calada da noite, quais fantasmas de cheiro nauseabundo, que infesta o ambiente por onde passam.
São "animais" odientos. Têm dentro de sim a maldade, a corrupção de pensamento, a máfia das acções.
Reparam nos exemplos. Um clube, no caso o Benfica está a negociar um jogador. Pela calada da noite surge o "porco" ou um da sua laia por si mandatário e oferece o dobro e contrata o jogador.
Existem n casos: James Rodrigues; Álvaro Pereira; Falcão; Alex Sandro - fala-se em Danilo, entre outros.
É isto que cria o ódio entre seguidores de ambos os clubes. Uns porque até se riem, outros da mesma cor, acredito que condenem porque são dignos, outros porque odeiam a falsidade, a as ideias mafiosas, a falta de carácter, e a forma de métodos usados.
Não sei como parar isto. Os "animais" que por mero acaso se julgam inteligentes, um dia acabam, e serão lembrados como aquilo que sempre forem. Os vermes da sociedade.
Aqui e além fronteiras as coisas falam-se. E nada cai em saco roto.
Tudo na vida se paga nem que seja através do desdém daqueles homens sérios que mesmo sendo da mesma cor, não se revêem num carácter abaixo do nojento verme, qual "porco" que vive no lamaçal da falta de respeito, cujo carácter é simplesmente asqueroso.
Mesmo assim tenho fé que a verdade seja mais forte que a maldade. Tem se ser. A verdade tem de ser mais forte, porque se assim não for estamos entregues e nas mãos do bichos repelentes e nauseabundos para sempre.
Haverá quem diga que os jogadores, por vezes, não pertencem aos clubes, mas sim a um grupo de empresários que detém o seu passe, Sei disso. Se calhar todos os que acompanham o fenómeno desportivo sabem disso.
E quem é que se convence que Luis Filipe Vieira também o não sabe? Não estará o nosso presidente a negociar com esse grupo de empresários a melhor forma de fazer o negócio?
Claro que dizer o contrário é fazer-se mais esperto que os outros. Apenas isso.

VIVA O BENFICA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...