quinta-feira, 21 de abril de 2011

À porta do Céu, abriu-se a porta do Inferno

Não é fácil escrever seja o que for depois do jogo de ontem na Luz em que fomos eliminados de uma competição - Taça de Portugal - em que tínhamos tudo para a ganhar. Perdemos por 1-3.
Muitas coisas se podem dizer, tais como verificar que o 2.º golo do Porto é marcado de forma irregular, por fora de jogo do Hulk, ou ainda que C. Rodriguez deveria ter sido admoestado com o 2.º amarelo e sido expulso, num lance violento sobre o Máxi Pereira.
Só que, na minha opinião, perdemos por muito mais que isso. Andamos a poupar a equipa há mais de um mês com resultados catastróficos, fazendo com que, tenhamos actualmente mais derrotas no campeonato que o Sporting.
Uma equipa que muda radicalmente a sua estrutura mostra que algo de menos bem vai no seu seio.
Cansaço? desmotivação?Talvez.
Entrámos em campo a ganhar por duas bolas a zero. Não podiamos ser eliminados. De forma nenhuma.
Reparem no discurso ao longo da semana. De um lado um discurso vencedor, desinibido, sem medo de arriscar ou perder. Foi incutido nos jogadores do Porto a firme certeza de que eliminariam o Benfica no Estádio da Luz.
Por parte do Benfica, um ensurdecedor silêncio. Perante o facto tenho a certeza que muitos de nós pensámos nisso.
Ontem tivemos uma única oportunidade de golo, tirando o penalty, por Javi Garcia, em remate de cabeça. Nada mais. Saviola, Oscar Cardozo, estão a anos Luz da época passada. Saíram jogadores importantes, como Ramires, David Luiz e Di Maria.
Gastou muito dinheiro em aquisições. Essas demoram tempo a afirmar-se como sabemos.
Na primeira parte do jogo de ontem chegámos a ter 62% de posse de bola e o Porto 38%.
Enganadora esta supremacia. Foi como quem acalma as águas a fim de que o peixe venha cair na rede. E nós, qual ingénuos peixinhos, caímos nela.
Nesta época em cinco jogos com o Porto perdemos quatro. Todos de forma castigadora com números que nos assaltam a alma. Perdemos de forma chocante dois jogos em plena Catedral
Temos a taça da Liga para ganhar e a Liga Europa para disputar um lugar na final.
Considerando a equipa que temos actualmente, considerando a forma física e mental, em que as motivações estão por terra, só um golpe de pura magia, evitará males menores.
Ir a outra final e ser com o Porto e perder, mais vale ser eliminado já pelo Braga. Não conseguirei suportar outro vexame como aquele que sofri ontem
Não me envergonho e jamais envergonharei de ser benfiquista. Mas como ser humano que sou tenho o direito de me sentir triste, infeliz, destroçado.
Claro que amanhã tudo passará. Mas já são noites a mais sem dormir com foi mais esta.
O Benfica foi menos competente, menos forte, menos capaz. O discurso dos nossos dirigentes tem de aparecer. Não para fora, para para dentro da equipa, para nós sócios, que queremos ter um clube à altura dos seus pergaminhos, e que nesta época, foi menos forte, olhando ao que fizemos na época passada, até arrepia fazermos comparações.
Algo tem de mudar radicalmente. Tapar o sol com um chapéu americano, estamos sujeitos a que fiquemos com o "rabo" a descoberto, e ......... esse merece muito respeito.
Ontem caíram lágrimas dos olhos dos nossos jogadores. Foram, lágrimas de desilusão. Saibamos compreendê-las

Agora, sem dormir, vou trabalhar.

Viva o Benfica

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...