segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

A "MÚMIA" ... Baralhada

Nem sei porque vou escrever isto. Haverá razões para o fazer? Sei que não.

Por isso não vou escrever nada que interesse a alguém, porque a fazê-lo teria que ser com o mínimo de qualidade e eu sinto não estar culturalmente falando, abalizado para tal.
Tivesse eu artes de escrita jornalística, decerto que, admirar-me-ia com certas personalidades que se deixam vencer pela ignomínia, "esquecendo-se" que no amanhã, o "Sol Arbitral" que os protege pode não ser o mesmo ou igual ao de hoje.
Evidentemente que não me admiro de ter lido afirmações de um treinador que sempre pautou o seu desempenho na base do "carácter" e "pensamento" próprio.
O Panathinaikos no clássico de Atenas perdeu com o Olimpiakos por 2-1.

Declarações sobre o derby que se podem ler na integra ... Aqui:

- Não é aceitável o que se passou. Ganhámos o jogo por 2-1, e acabámos por perdê-lo por 2-1...
- Jogámos num clima de intimidação permanente...
- A festa deles acabou com invasão, perseguição e agressões aos nossos jogadores...
- As regras básicas não são minimamente respeitadas ...
- Os foguetes caem impunemente na zona de baliza do nosso guarda-redes durante o jogo ...
- Gostava de perceber como tudo seria, com a UEFA ou a FIFA presentes ...
- O que aconteceu é inenarrável: um ambiente de terror permanente ...
- É incrível como se anula um golo destes e depois se valida o 2-1 ...

Admiro-me é de eu ter lido isto e não ter percebido no imediato que não era em Portugal.
Recordo-me que esta MÚMIA do Pepsodente sempre reagiu com "nobreza de carácter", "condenando" veementemente, todo e qualquer ambiente de TERROR que os jogadores do Benfica e os seus adeptos sofrem em cada deslocação ao Porto.
O Benfica sempre que joga no Dragonesco é recebido, tanto em campo, como nas deslocações, sempre na "máxima harmonia" e "Paz" dos Anjos, onde até faz impressão tanto cavalheirismo daqueles adeptos do clube de Contumil.
Jesualdesco foi treinador daquele clubezinho. Nunca falou assim, antes pelo contrário, o que é de louvar, não é verdade?
Então o OME que sempre elogiou os árbitros aquando estava no Porto, e tudo quanto rodiava e rodeia esses jogos, onde se ouvem hinos ao Benfica, poderia lá perceber estas cenas de Atenas?
Claro que não!!!!!!.

Mas isto sou eu que escrevo estas patranhas porque não tenho mesmo jeito nenhum para juntar letra com letra.

Desisto. Não tenho mesmo "queda" para a escrita e muito menos para discernir porque razão, existem razões, que a própria razão desconhece.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...