segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Benfica a caminho do ... Sonho

Acordando cedinho senti em mim um certo ar de satisfação desportivamente falando.

O jogo de ontem em que o Benfica venceu em Leiria por categóricos 3-0, fazia antever muitas dificuldades para o nosso clube, visto que o Leiria seguia e segue num honroso 4.º lugar.
Começado o jogo o Benfica fez-se notar pela forma coesa, aguerrida, jogando em toda a largura do campo, com todos os jogadores num movimento sincronizado, vendo –se inclusive, Jorge Jesus, junto ao banco, num frenesim louvável, de entrega e transmissão de pujança, vontade, e determinação para dentro do campo, e aos olhos dos seus jogadores.
As oportunidades surgiam em catadupa e só por mero azar as bolas não entravam o que nos poderia enervar e desestabilizar a equipa.
Aos 27 minutos acontece o inevitável: Gaitán cruza da esquerda, Sálvio cabeceia para o centro, onde aparece Saviola que num remate à meia volta, fazendo lembrar Artur Jorge, faz um golo de antologia, só ao alcance dos predestinados.
Aos 81 minutos através de Gaitán, está cada vez a jogar mais este “miúdo”, marca-se o 2.º golo e a vitória estava consumada.
Aos 91 m surge o golo do Oscar Cardozo, que apenas serviu para levantar o ego deste jogador, visto que a vitória do Benfica já não se punha em dúvida.
Das incidências do jogo oferece-me fazer alguns reparos que acho serem pertinentes e dignos de nos causarem alguma apreensão para os jogos futuros.
Nota-se nas equipas que nos defrontam uma agressividade na disputa dos lances que não se vê nos jogos contra os nossos mais diretos adversários.
Ontem Fábio Coentrão e Saviola só não sofreram lesões graves por mero acaso e os deuses do destino.
Entradas a “matar” que mereceram do árbitro vista grossa no que concerne à gravidade da ação que, em minha opinião, merecia um “tratamento” disciplinar de outra “cor”.
Contrariamente à opinião de muitos, a minha é que, as equipas que nos defrontam, joguem sempre na máxima força. É a jogar assim que nos sentimos bem e as nossas vitórias terem aquele sabor a mel, qual justiça, dos fortes.
Não queremos que deixem os melhores jogadores no banco ou sem serem convocados para jogos importantes como aconteceu no jogo que o Leiria fez com o clube assumidamente corrupto.
Contra nós, queremos que joguem os melhores, pois só os melhores, saberão dar o valor e “respeitar” nos seus egos, a força da nossa equipa, e o valor intrínseco de cada jogador do glorioso.
Estamos com 33 pontos, ou seja a 8 do primeiro lugar.
Talvez seja um otimista ou outra coisa qualquer, mas uma verdade é que sinto no coração, que no final do campeonato, e faltam 15 jornadas, vamos revalidar o titulo de CMPEÕES NACIONAIS e fazer a festa no Marquês de Pombal, em todo o Portugal e no Mundo. Sinto-me acreditar

Finalmente, uma palavra para MOZER que “pegando” esta semana na Naval, foi ganhar com enorme categoria a Guimarães, que ainda não tinha perdido em casa.
Oxalá se repita o mesmo resultado no próximo jogo da Naval, o que decerto não acontecerá.
Mas ...

VIVA O BENFICA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...