sábado, 11 de dezembro de 2010

Entrevista a Luís Filipe Vieira

10/12/2010 CLUBE
Quem quiser ver o video é só ... clicar AQUI

Luís Filipe Vieira, em entrevista à Benfica TV

"Se não houver acordo, os jogos do Benfica serão transmitidos pelo nosso canal"

A celebrar dois anos de vida, a Benfica TV convidou, esta sexta-feira, 10 de Dezembro, o Presidente do Clube, Luís Filipe Vieira, para marcar presença no noticiário “Benfica 21H”. O momento do Clube, o modelo de comunicação pretendido, a gestão dos direitos televisivos, um balanço de tudo o que já foi feito e um olhar sobre o muito que se quer fazer.

A iniciar a conversa, o tema não poderia deixar de ser outro, ou seja, o 2.º aniversário da Benfica TV. “Quero dar os parabéns a todos os benfiquistas e a todos os que trabalham nesta casa. Hoje a Benfica TV é uma realidade e é um motivo de orgulho para todos. Estes dois anos excederam as expectativas”, começou por adiantar Luís Filipe Vieira, orientando depois o seu raciocínio para o leque de meios de comunicação de que o Clube dispõe: “A comunicação do Clube com os sócios é cada vez mais importante e estamos a tratar desse assunto. A continuação da internacionalização da Benfica TV é uma certeza. Avançamos para Timor e para Angola. O Jornal “O Benfica” poderá passar a diário, dado que os conteúdos gerados pelo Clube são cada vez mais e necessitam do máximo de des
taque. Relativamente à Rádio é algo que poderá ser uma realidade, mas ainda está a ser estudada essa possibilidade.”

“Jesus é o meu treinador”

Olhando de seguida para o momento da equipa de futebol, o presidente foi taxativo: ”Nenhum benfiquista pode ter memória curta. Jorge Jesus é o mesmo treinador que nos deu o título de Campeão Nacional. Neste momento, ninguém está satisfeito. Não imaginávamos estar a passar esta fase menos boa, mas o Sport Lisboa e Benfica tem treinador e vai continuar a tê-lo. Jorge Jesus é o meu treinador, o nosso treinador e o de todos os benfiquistas.” Seguiu-se um repto: “Nos momentos mais complicados é que devemos estar unidos. Faço desde já um apelo aos adeptos, para, já com o Sp. Braga, virem à Luz apoiar a equipa e acreditarem nela.”

“É preciso não ter memória curta”

Ainda sobre o futebol “encarnado”, Luís Filipe Vieira reiterou a sua confiança nos profissionais do Clube. “O Benfica tem um projecto e um futuro risonhos, mas deixem-nos trabalhar. Sei que temos o treinador e os jogadores certos. Vamos todos em conjunto tentar inverter esta situação, e adquirir a confiança para voltar a ser Campeões Nacionais”. E recordou: “Convém não esquecer que na época transacta ganhámos dois títulos, coisa que não acontecia há 17 anos. É preciso não ter memór
ia curta! Também estamos a preservar a nossa história e o nosso espólio de conquistas.”

“A revolução não é a que vem nos jornais”

Passando para uma outra temática, o Presidente do SL Benfica foi questionado relativamente a algumas notícias colocadas a circular na comunicação social, nomeadamente acerca de uma “revolução” no Clube e também dos muitos nomes que têm sido avançados como futuros jogadores para o plantel. E, se dúvidas existissem, a resposta não podia ser mais esclarecedora: ”A revolução está a acontecer mas não é a que vem nos jornais. É na estrutura profissional, no espólio, na criação do nosso Canal de TV, é a revolução da credibilidade, dos ordenados em dia... Não se pode deixar o Benfica à mercê como o que aconteceu num passado recente. Ando igualmente triste mas tenho a noção exacta do que tenho de fazer para voltar às coisas boas. O resto não me merece comentários. Infelizmente esse tipo de notícias vendem e não podemos fazer nada.”

“Não nos conseguem abater”

Voltando à temática futebol, Luís Filipe Vieira não se coibiu de mais uma vez deixar uma mensagem para os benfiquistas, alertando para a importância da presença dos mesmos no Estádio da Luz. “No tempo da euforia tudo é fácil, mas nas alturas mais complexas é que temos de estar unidos. É verdade que o Benfica tem sido prejudicado em alguns jogos que nos empurram para baixo, mas não nos conseguem abater. O grande balneário é ter o estádio cheio no domingo”, referiu.

“Eclectismo sempre foi uma bandeira”

O papel dos benfiquistas, o eclectismo vigente no Clube e a importância da Formação e da competitividade das equipas foram outros temas em cima da mesa: “É verdade que o Benfica são as pessoas e o projecto foi pensado nelas. Em mais de cem anos de história, o eclectismo sempre foi uma bandeira e comigo as modalidades são para manter e crescer. Havendo possibilidades orçamentais, queremos ter equipas ainda mais competitivas, queremos formar atletas, queremos modalidades ganhadoras.”

Jogos de futebol... na Benfica TV

A fechar, a questão dos contratos televisivos, com Luís Filipe Vieira a adiantar que os direitos do Benfica serão salvaguardados e defendidos sempre: “O que faço diariamente no Sport Lisboa e Benfica tem a ver com os valores em que acredito. Temos contrato até 2013 e nesta casa não se rasgam contratos, cumprem-se. Existem negociações, mas se essa ou qualquer outra empresa dos media não chegar aos valores que queremos, os jogos do Benfica serão transmitidos pelo nosso canal, pela Benfica TV.”

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...