sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Pinto da Costa e os árbitros

O antigo programa da SIC “Os donos da bola” passou, em 1996, uma entrevista do jornalista José Manuel Mestre ao secretário-geral da UEFA. E, no diálogo de ambos, aquele recordava, sobre o líder do FC Porto, Pinto da Costa: “É ao mesmo tempo presidente da Liga e patrão dos árbitros e (…) senta-se no banco dos jogadores”.
Observou ainda que Pinto da Costa insultara dois árbitros, num jogo que o Porto perdera.
Mestre foi condenado por difamação, após a queixa de Pinto da Costa. O tribunal não deu os insultos por provados, nem que Pinto da Costa aproveitasse as suas múltiplas funções para influenciar arbitragens. Faltara ‘contenção, moderação e urbanidade’ ao jornalista.
Em recurso, o Tribunal da Relação confirmou a condenação, em 2002, porque a forma como o jornalista se referiu a Pinto da Costa podia ‘criar dúvidas ao entrevistado, como a todo o público’.
Mestre recorreu para o TEDH, que condenou o Estado português. Sustentou que “as reportagens de actualidade centradas em entrevistas, editadas ou não, representam um dos meios (…) sem os quais a imprensa não poderia preencher o seu indispensável papel de ‘cão de guarda”. “Os motivos fornecidos pelas jurisdições nacionais para condenar os requerentes não podiam considerar-se suficientes”, concluiu.
Nas minhas buscas aqui.... Outras condenações
.
Escrito e enviado por: Sabio

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...