quinta-feira, 30 de setembro de 2010

1.º GOLO do Schalk 04 é ILEGAL

Passada a torrente e chegado a “águas” mais calmas permiti-me visualizar os vídeos dos golos sofridos pelo Benfica no jogo contra o Schalk 04, para a Champions League, que como se sabe o Glorioso perdeu por 2-0
Poderia aqui entrar nos ses............... mas manda a verdade que me debruce sobre alguns lances que me parecem ter alguma substância para discussão.
Recordo-me de um em que Saviola remata à baliza com todas as hipóteses de fazer golo. Por manifesta infelicidade bate mal na bola e essa caprichosamente sai ao lado. Havia zero a zero.
Na ocasião da marcação do 1.º golo fiquei no imediato com a sensação de que havia sido marcado numa situação que se pode aferir de fora de jogo.
Não. Não é do Farfan autor do golo. Por esse o golo é limpíssimo. Só que nas leis do futebol existe o fora de jogo posicional que não deve ser sancionado se esse jogador não intervier na jogada que dê origem ao golo.
Acontece que não foi isso que aconteceu.

Reparem no principio da jogada como se assinala com a rodinha à esquerda. O jogador que está ao centro está em fora de jogo pocional. A bola vai noutra direcção e o lance está legal

Farfán recebe a bola, remata à baliza, e anotem que o jogador que se encontrava em fora de jogo posicional continua a estar nessa situação. Menos visivel mas está.
David Luiz está em linha com César Peixoto e o jogador do Schalk 04 está mais adiantado tendo o Roberto apenas na sua frente entre a futura trajectória da bola e a actual posição dessa.
Para não existir fora de jogo têm que estar dois jogadores adversários entre um determinado jogador e a linha de baliza. Apenas havia o Roberto.
Remate feito e na trajectória da bola, o jogador que estava em fora de jogo posicional faz-se ao lance esticando a perna na direcção dessa, tentando jogá-la, prejudicando assim a intervenção do Roberto o que não é permitido pelas leis do jogo.
Fazendo-se ao lance acaba a situação de fora de jogo posicional passando a fora de jogo intervencional/activa e por tal, sancionado com livre indirecto, contra a sua equipa e neste caso especifico, anulado o golo por inerência do resultado.
Parece banal mas a verdade é que mais uma vez o Benfica é prejudicado da forma mais vil por uma equipa de arbitragem.
O Benfica poderá não ter jogado aquilo que nós desejariamos e que, penso, está ao seu alcance.

Mas o que não podemos também escamotear é que contra "ventos e marés" negativas, até o Titanic se afundou.
.
VIVA O BENFICA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...