quarta-feira, 30 de junho de 2010

A humildade = Fábio Coentrão

Fábio Coentrão, questionado se o Mundial teria contribuído para a sua valorização, o esquerdino admitiu que «sim».

- Estou apenas há sete meses nesta posição [de lateral-esquerdo], as pessoas devem ter essa consciência.
Venho à Selecção e sou logo titular. Como toda a gente viu, dei tranquilidade à equipa naquele sector. Dei o meu máximo e todos os portugueses devem estar contentes com o meu trabalho.

- Quero aproveitar bem as férias e depois vou apresentar-me no Benfica. Tenho contrato até 2015.
- Não sei se há clubes a querer pagar os 30 milhões da cláusula, mas acredito que, se o fizerem, será bom para o Benfica. E se for bom para o Benfica, será bom para mim.
- Estou num grande clube e é um sonho representar o Benfica, mas os jogadores sonham sempre com patamares mais altos.
- Admite que as Ligas italiana e espanhola reúnem a sua preferência. «Mas a portuguesa também é boa», defendeu-se.

Ser GRANDE não basta parecê-lo. Tem que sê-lo

Fábio Coentrão foi um dos melhores jogadores, senão o melhor, da selecção portuguesa, durante todo o campeonato do mundo.
Terminado esse para as cores de Portugal, mostra nas suas declarações o quanto é humilde na sua génese humana.
Jogadores com este calibre não podem sair do Benfica de ânimo leve. Se Fábio sair, que seja só na próxima época, pois nesta que se vai iniciar, o Benfica precisa dele.
O seu carácter, garra e vontade de vencer, é uma mais valia dentro do campo. É uma força da natureza no que concerne ao labor, encarnando na perfeição a GLORIOSA ALMA benfiquista.

Fábio Coentrão é dos nossos e connosco deve ficar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...