terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Bonita homenagem a um grande jogador e Benfiquista

Ao Nosso Capitão

Eu não imagino como seria se, por um qualquer acaso, a minha Família me dissesse … “ó Zé, fica lá pr´aí quieto, que, por agora, não precisamos de ti”. Será que conseguiria manter-me como o digno Chefe de Família que exijo a mim próprio ser?

Ou se os meus Colaboradores só me chamassem, assim à última hora e quando já não soubessem qual das “chamas” apagar primeiro. Será que conseguiria encarar “as chamas” com a coragem que sempre me exigi?
Temos na Equipa Atletas de muitas origens, de muitas nacionalidades e culturas e com curriculae muito diferentes.
Temos na Equipa Atletas que são idolatrados (são-no hoje, sê-lo-ão amanhã?), temos tido alguns “mal amados” pelos Sócios e Adeptos e, dentre estes, já tivemos alguns cuja saída da Equipa foi arma de arremesso a que alguns não hesitaram em recorrer na sua sanha de mal dizer (quer o Diego Souza, quer o Bergessio, por exemplo).

Até temos na Equipa um símbolo do carácter absolutamente Ímpar do Glorioso: o meu “patrício” (S.) Pedro Mantorras que só pode ser caso único no Mundo, até pela emoção que em nós desperta.
Acima de tudo e antes de mais, temos na Equipa um Atleta com um percurso que, pelo conjunto da carreira, pertence a um grupo muito restrito

É um Atleta que já foi objecto de todos os sentimentos e críticas imaginárias, dos mais positivos aos mais absurdos. É um Atleta que viveu (e como, caramba) quase todos os mais difíceis momentos da Equipa e do Clube.
É um Atleta que aceitou, por duas vezes, reduzir o salário que tinha contratado (só isto já o individualiza).
É um Atleta que, há bem mais que uma década e mesmo que nos tenha, por momentos, causado frustração, sempre nos deu motivos de Orgulho. É um Atleta que nunca disse “Não” ao nosso Clube e que, desde sempre, fora e dentro dos relvados, é o primeiro a assumir as suas responsabilidades.

Há já muitos anos, um grande Amigo meu ensinou-me a melhor definição de “Super Homem”: “é um tipo que é bonzinho em tudo o que faz”. A isto, no caso deste nosso Atleta, eu acrescento a palavra … sempre.

Obrigado, Capitão. Obrigado por seres tudo o que és e tal como és e por nunca faltares quando a Equipa chama por ti.
Os Benfiquistas vivem o Glorioso com as emoções bem à flor da pele (e da garganta, ahahah), mas sabemos reconhecer a Verdade.

Obrigado, por tudo, Nuno “Gomes”!

Viva o Benfica!
.
Escrito por: José Albuquerque

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...