sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

A águia, o dragão e o leão

Hoje, apetecia-me voar
Ir nas suas asas, pelo ar
Como se de um sonho, acordasse
Esquecer-me das minhas mágoas
Tomando banho em puras águas
Como se a sua graça me levasse

Olhas do alto, com respeito
Como se saísse do teu peito
O carinho, admiração
Nunca esquecendo que pelo chão
Em passo ronceiro caminha o dragão
Seguro da sua possança
Segue pleno no seu cônseio
Que aos terrenos não dá confiança
Deixando o Leão de premeio
Zangado de tanta indiferença

Mas consciente de apetência
Não liga, desvia o olhar
Sabendo que o seu forcejar
Jamais o fará alcançar
Aquela que lá do alto
O põe em sobressalto
E nele fixa o olhar

Se o dragão em terra segue inflado
Se o leão o olha cheio de intrepidez
A águia pelos ares altiva e graciosa
Os olha, uma e outra vez
Dizendo-lhe toda orgulhosa
Que é única, em beleza e altivez

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...