sábado, 12 de dezembro de 2009

Ponto III

“Falência Técnica” – Que doença é esta?

Toda a gente sabe o que é uma Empresa falida: é a que não é capaz de honrar os seus pagamentos e, por isso, leva os seus credores a solicitar (legalmente) a sua falência.

É esse o caso da nossa SAD? NÃO! MIL VEZES NÃO! Nem da SAD, nem do Clube, nem de nenhuma das empresas que constituem o Grupo Benfica!

Há 15 (há 14, 13 e até há 8 anos) foi quase essa a situação do Glorioso (nunca será demais recordá-lo), mas o Benfica (que somos todos nós) conseguiu afastar-se desse “abismo” e, hoje em dia, está avaliado em algumas centenas de milhão de € (marca incluída).
Como pode, então, uma Empresa que vale muito dinheiro, que honra os seus compromissos, que vê as suas acções bem animadas na Bolsa e que, pela sua credibilidade, não tem nenhuma dificuldade em obter fundos (“empréstimos”), sofrer de uma “doença” com tal nome?
Pode, porque o Capital Próprio está negativo … contabilisticamente.
A conclusão só pode ser uma: há algo de muito errado na “contabilidade” da SAD (e não é um problema só da nossa)!

E como é que se caracteriza esse “erro”? É pela incorrecta avaliação de alguns dos valores do Activo, concretamente os dos “passes” dos Atletas.

O conjunto dos “passes” de todos os Atletas (todos os que têm contrato profissional com a SAD), está no Balanço (em 39/9/2009) incluído na verba de “Activos Intangíveis”, com um valor de 84.813.677€ (!), o que, manifestamente, não tem nada a ver com a realidade (reparem que só os 12 Atletas em que o Fundo participou, foram avaliados, prudentemente, em 92M€, 62% dos quais estão concentrados no Luiz(18), Di(22) e Garcia(17)).

Sabemos que o objectivo essencial de um Balanço é o de nos dar “uma fotografia” da Empresa (enquanto a Demonstração de Resultados nos dá “o filme” da exploração no período indicado) e, por isso, já sabemos que a “fotografia” da BenficaSAD está … muito desfocada!

Para “ajustar as lentes”, teríamos de “corrigir” o valor dos “Activos Intangíveis” e, assim, como que estimar todas as diferenças que ele contém. Caso a caso, Atleta a Atleta, comparando o seu valor no Activo com o seu valor de mercado (se a diferença for negativa, como pode ser o caso do Balboa, resulta uma “menos valia” a que chamamos de imparidade, para distinguir da maioria dos casos em que o valor de mercado é superior e, por isso, existem mais valias potenciais), cada um chegaria ao valor correcto desta rubrica do Activo.

Imaginem que avaliamos todos os Atletas em mais 100M€ dos que os quase 85M€ que lá estão: o resultado seria que, imediatamente, os Capitais Próprios passariam dos tais quase 18M€ negativos para … 82M€ POSITIVOS (!), ou seja, mais que os 75M€ do Capital Social e nos antípodas da tal de “falência técnica”.

Expliquei-me bem, ou, pelo menos, razoavelmente?

Se houver dúvidas … venham elas!

Viva OBELOVOARDAAGUIA!

Viva o Benfica!
.
Escrito por: JOSÉ ALBUQUERQUE

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...