sexta-feira, 2 de outubro de 2009

TRATEM-SE

No rescaldo do jogo AEK-Benfica em que, confesso, me deixei dominar pelos nervos, dei por mim a fazer um raide pelo blogosfera.
Vagueando, reparo no grande regozijo, quase diarréia mental, dos adversários do Benfica, pela derrota sofrida na Grécia.
Em principio nem liguei muito. A dada altura comecei a aperceber-me que a euforia principalmente dos Andrades, tinha apenas e só um nome: MEDO. Muito MEDO.
O medo desportivo, sentimento que enloda o cérebro dos fracos veio ao de cima, e qual azeite em água, mostra a inferioridade dessas indigentes criaturas.
O destempero cerebral logo os fez vir dizer: O Benfica não joga nada, não presta e outras burrices análogas, próprias de encéfalos mal formados.
O MEDO entrou definitivamente na cabaça desses parasitas da desgraça. Pensavam ELES que, esta época seria mais uma em que as suas aberrações intelectuais são sofriam o contraditório, e assim, seguiriam impunes nas incoerências, muitas vezes silenciosas, não mostrando quem as possuía.
Bastou o Benfica começar a jogar, muito e bem, para que, esses despojados de grandeza, se assustassem e daí a mostrar a sua veia despegada e suja, foi um ápice.
Hoje, um treinador, que treina uma equipa mais a norte, cuja Paciência é Domingueira, veio com ares de importante, alertar para as arbitragens, numa clara observação ao Benfica, ainda que, o jogo entre ambos, apenas se realize daqui a duas semanas.
Habituado a outras tempos disse: Há jogadores que caiem com a aragem.
Recordando tempos de aberrante azul vestido, a bronca criatura, não fala na hipótese de até poder perder no próximo jogo com o Setúbal.
Não. O seu MEDO tem um nome: BENFICA.
É inegável que o Benfica perder, fez com que as aberrações saíssem da nostalgia em que se encontravam e, quais dragões que só existem na lenda, viessem mostrar o quanto valem. Resultado: NADA.
Os benfiquistas não estão contentes se nos referirmos ao jogo com o AEK.
Não o poderiam estar.
Mas sentem que a nossa equipa sabe jogar futebol, assusta e encanta mesmo as almas mais tristes, como são aquelas afetas aos desprotegidos de capacidade séria e honesta.
Tratem-se almas pobres. O Benfica seguirá com o apoio dos seus adeptos, rumo a um caminho que terá como fim ser campeão nacional.
O resto será destempero gástrico para aqueles que hoje regozijam com o resultado menos conseguido pelo Benfica no jogo com o AEK.

CUREM-SE.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...