segunda-feira, 12 de maio de 2008

SIMPLESMENTE, RUI COSTA


Na tristeza da partida
Fica o olhar comovido
Porque se sabe que a ida
É o nunca ter partido

Sorriso alegre se fez triste
E dos seus olhos saiu água
Por despedida cruel e em riste
Porque sabe que não existe
O Adeus feito frágua

Por desencontros no seu olhar
Saltava tristeza, alegria
Era o desejo de ficar
Mas sabendo-se louvar
Sabia ter chegado o seu dia

Entre chagas duras, sem cura
Por saudades sagradas que vista
Jamais esquecerá a ternura
De uma lágrima salgada e pura
Saídas dos olhos de um benfiquista

Por entre a LUZ e seus brilhos
Vi a pureza do seu olhar
Para que entre vales e trilhos
Um dia diga aos meus filhos
Como foi lindo ver-te chorar

Dizer-te Adeus, não consigo
Porque a voz me atraiçoa
Mas gritarei a viva voz
Rui Costa, és um de nós
És simplesmente… uma pessoa.

.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...