sábado, 10 de maio de 2008

Pinto " O suspenso", junto ao MURO DAS LAMENTAÇÕES


Senhor, que nos céus guardais minha fraqueza
Livrai-me deste pesadelo tão profundo
Tapai-me com teu manto de justa beleza
Dizei-me que não sou Corrupto aos olhos do mundo

Senhor, como deixas-te que a minha fé caísse
Como permitis-te que vozes em alta aferição
Fizessem que por verdade a mentira e a intrujice
Me condenassem com dois anos de suspensão

Senhor, olhai-me como me sinto defraudado
Ajudai-me neste meu surdido sofrimento
E dizei-me como foi possível ter errado
E não acertar na forma de pagamento

Senhor, bondoso abençoai minha desgraça
Dai-me força e alento que me motive
Dizei-me que isto de um sonho não passa
E fortalecei-me de vergonha que nunca tive

Senhor, olhai o meu destino que tristemente
Em que a felicidade, por corrupta conquistada
Vê que sempre amei o Portoregional plenamente
Mesmo tendo a farsa, como a maior aliada

O que vou fazer quando ao espelho olhar
E ele me disser com ar magoado
Não sejas fingido no teu lamentar
Acredita que és um Corrupto condenado

Se sempre os fieis me idolatraram
Por vontade, ou ganância de soberbo
Onde é que os envelopes falharam?
Onde é que o café saiu acerbo?

Senhor, como de mim te esqueceste
E me tiraste a soberba e a altivez
Olha o que de mim fizeste
Olha como caminho na minha pequenez

Reparai como eu, ontem senhor do mundo
Caminho hoje em perfeito desalinho
E sou visto como o maior corrupto do mundo
Só vendo vergonha no meu caminho

Perdoai Senhor, a minha desventura e aposta
Mas não me castigues no meu nome malfadado
Que saudades do meu nome: Pinto da Costa
Para agora: Pinto da Costa “ O cadastrado”

.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...