terça-feira, 6 de maio de 2008

A MENTIRA DO " nosso" FUTEBOL

Pinto “O Arguido”, tem 25 anos à frente dos destinos dos dragoneses.

Indivíduo inteligente, soube rodear-se de uma máquina trituradora, fechada aos escaparates do mundo, fortemente controlada pelo sapiens e só por esse autorizada a deitar fumos brancos de palavra, negros de intenção.


Ninguém mais tem o direito de “falar” na máquina, que não o seu mandante maior não vá algum grão de areia emperrar a sua roleta e algo correr mal.
Esse fenómeno sócio - desportivo, levou a que o Portoregional por máfias escondidas em cavernas mal cheirosas conseguisse formar uma equipa de futebol activa e uma outra equipa suplente, também (super) activa, tendo essa, um nome encapotado: Empréstimos Futebol Clube Portoregional


Os clubes ditos mais pequenos, como se sabe, vivem com grandes dificuldades financeiras. Os empréstimos dos grandes – que não do ENORME – com especial ênfase para o clube do Flatulento Fumador, aos clubes com menores poderes económicos, são a gota de água que lhes mata a “sede”, qual barco a remos que os transporta até à outra margem.
Assim, na base dos empréstimos, ficam esses clubes debaixo de uma dependência servo/patrão, que os inibe por conversas ao ouvido, do tipo: Na próxima época podem contar connosco se…
Neste se…
está o cerne da questão.

Ou te portas bem, ou em Janeiro, regressam os emprestados ou na próxima época não há emprestados para ninguém.
Por isso não raramente se vêem jogadores lesionarem-se imediatamente antes de jogarem contra o Portoregional ou até fazerem que jogam o que ainda é pior.

Mas isto é um facto e um factor real. Ignorá-lo é passar um atestado de incompetência à normal inteligência de qualquer ser humano.

Luis Filipe Vieira, não tem esses 25 anos atrás de si. Não tem a máquina montada e…oleada … ou até saciada de paladares gustativos por deliciosos pratos de fruta, cafezinhos e digestivos tão usuais/banais pelas bandas do clube sedeado nas margens do Rio Douro.
Com a entrada de Rui Costa para director desportivo, espero eu que, Luis Filipe Vieira, se esqueça um pouco dos microfones que não têm outra intenção que oferecer-lhe cascas de banana onde os mais incautos escorregam.
Nesse sentido, Luis F. Vieira tem sido muito “ingénuo”.


Os grandes presidentes raramente falam para a comunicação social, sempre ávida, de parangonas e frases esculpidas em “sangue quente” que satisfaçam as capas dos seus pasquins.


Luis F. Vieira, tem de aprender isso. Não pode ver inimigos em tudo ou todos aqueles que no seio benfiquista, de si discordam. Luis F. Vieira, não é o dono da verdade. Embora também os possa haver, Luis Filipe Vieira, tem de se virar, definitivamente, é contra os inimigos exteriores. Esses sim, o CANCRO do futebol.
Outros tão benfiquistas como ele sentem o clube, a sua actualidade, pensam o seu futuro, sofreram com o seu passado.
Evidentemente que, perante as injustiças do nosso futebol, o presidente do Benfica, até por não obedecer a ordens da máfia, (exterior) como parece ser o caso do presidente dos lagartos, olhando ao seu comprometedor silêncio no que concerne ao processo Apito Doirado, não pode comer e calar.
Deve revoltar-se. Mas deve ter alguém, Rui Costa no futuro, que fale por si, que tenha outro fluir linguístico, outra “oportunidade” de diálogo, outro modo de “focar” os pontos críticos, outra forma de lidar com os problemas internos e externos, sabendo-os e fazendo-se respeitar, quiçá veemente denunciar para que assim melhor se possam resolver.


Outra equipa que “joga” na sombra da incompetência, vendida aos interesses do Polvo, é a arbitragem. São demais conhecidas as ajudas ao clube regional, pagas a “peso de ouro”, denunciadas e sabidas, mas de difícil condenação.


A máquina foi montada. Os “mecânicos” aliciados por sois de outras paragens, como por exemplo, as praias brasileiras, ou outras que não se sabem por continuarem nas profundezas da caverna, obedecem cegamente, uns por medo ou vergonha, outros ainda por interesses instalados, género "lugares" de destaque na sociedade.


São a vergonha dos ordenados em atraso. É o limpar da água do capote, é o salve-se quem puder. É a VERGONHA TOTAL.

É este o actual panorama do futebol indígena. Falso, corrupto, inquinado, eivado de transparência, falido de verdade.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...