quarta-feira, 14 de maio de 2008

Eriksson:Já era? Ou nunca foi?


Segundo noticia o pasquim ONOJO, Rui Costa, afastou em definitivo a possibilidade de Sven-Goran Eriksson, vir a ser o próximo treinador do Benfica.



Dificuldades várias, concentradas na emergência temporal de se assegurar um treinador que planifique atempadamente a próxima época estarão no cerne da questão.
Eriksson, segundo o pasquim, tinha até à manhã de ontem, para dar uma resposta definitiva à proposta encarnada que, ao que tudo indica, terá recebido por intermédio de Luis Filipe Vieira e Rui Costa.
Ora, Eriksson, tem a sua situação por resolver no Manchester City e ontem mesmo partiu para o Oriente, onde irá encontrar-se sexta-feira com o presidente do City, Thaksin Shinawatra, para tentar então a sua desvinculação, razão pelo qual, não pode responder afirmativamente a tal convite.
Rui Costa, sabe que o tempo urge. Assim, em perfeita e salutar consonância com Luís Filipe Vieira, puxou dos “galões” da sua qualidade de Administrador da Sad e decidiu por bem que, os processos negociais devem ser conduzidos e decididos pelo Benfica e não por terceiros.
Considerando que a contratação de Eriksson é um falhanço – mais um!!! - , as altas esferas encarnadas viram-se agora para outra solução, a qual talvez não se rodeie de tanto consenso no Universo benfiquista mas, o facto é que, o profissionalismo e o poder de decisão tem de sempre falar mais alto.
Também nunca ninguém do Benfica assumiu que Eriksson era o alvo principal. Era sim um dos alvos. Existem outras soluções tão ou mais válidas que a solução Eriksson
O certo é que o Benfica precisa de um treinador, com pulso, actualizado com a realidade do futebol, corajoso, que não tenha medo de apostar nos jovens, que não se acomode, ou seja, um treinador com iniciativa e carácter vencedor.



A lista de dispensas e futuras contratações depende – e muito – do futuro treinador.


Rui Costa, tenho a firme convicção, está a trabalhar afincada e decididamente nesse dossier. Será a sua 1ª grande luta, cuja decisão e acerto, muito vai influir no sucesso da próxima época.



Se calhar vou dizer uma asneira. Mas vou arriscar: Humberto Coelho é um treinador que eu gostaria de ver no Benfica. Tem sangue vermelho, gosta do clube, é ainda um jovem cheio de vontade de brilhar e fazer brilhar.
Humberto Coelho, quer vir para o Benfica. Porque ir pagar, porventura, "rios" de dinheiro a um treinador estrangeiro quando temos a solução aqui tão próximo?.

Coloquem Humberto Coelho, coadjuvado por Mozer, Diamantino Miranda ou Álvaro Magalhães e, estou certo, levarão o Benfica a áureos destinos .


.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários Anónimos - ou outros - menos respeitosos para com este blogue benfiquista e/ou para com outros comentadores, serão eliminados, sem prévio aviso. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...